quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL !

Amigos, mais um natal em nossas vidas e mais um momento para começarmos uma vida nova com muitas esperanças.
Que neste natal todos vocês possam estar reunidos com seus familiares e desfrutar de muita paz e alegria em vossos lares. Que 2011 seja repleto de realizações para todos nós.
E viva a aviação civil brasileira !!!!!!!!!!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

“É POSSÍVEL! Como Transformar seus Sonhos em Realidade.”


O segundo lançamento do nosso astronauta brasileiro Marcos Pontes aconteceu nas páginas de um livro no último dia 10 de dezembro, em São Paulo, em uma solenidade que aconteceu às 19 horas na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Este é o primeiro livro lançado por Marcos Pontes. Neste evento ele ministrou uma palestra sobre desenvolvimento pessoal e depois deu autógrafos . No livro Marcos Pontes relata um pouco de sua trajetória desde a época que morava em Bauru e era aluno do SENAI até sua ida para a NASA. Vale a pena a leitura deste livro, pois relata a história de um de nossos maiores personagens brasileiros afinal ele conseguiu ver a Terra lá de cima onde jamais nenhum brasileiro chegou.


Foto durante jantar em evento do SENAI em SC em Julho 2010.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

ANAC incentiva formação de pilotos gerenciada por empresas aéreas



Brasília, 13 de dezembro de 2010 – A Agência Nacãional de Aviaço Civil (ANAC) propõe em audiência pública a criação de centros de instrução de pilotos, certificados pela agência, dentro das empresas aéreas, e a criação de uma nova licença: a de tripulação múltipla. A idéia é permitir que quem deseja ser um piloto profissional possa optar por um caminho diferente, iniciando sua carreira diretamente nas empresas, o que garante uma formação muito mais especializada e nos padrões de cada companhia.

A proposta faz parte da edição do Regulamento Brasileiro da Aviação Civil nº 61 (RBAC 61), que estabelece os requisitos de instrução, conhecimento teórico e perícia para que uma pessoa possa ter uma habilitação de piloto e tem como objetivo harmonizar a legislação brasileira com as normas da Organização Internacional de Aviação Civil (OACI).

O texto propõe que ao invés de iniciar os estudos seguindo a formação tradicional (retirando na ordem as licenças de piloto privado, piloto comercial e piloto de linha aérea), possam iniciar sua formação profissional diretamente nas empresas, através de centros de formação gerenciados por elas. Para isso, bastaria passar na prova teórica de licença de piloto de linha aérea e iniciar o curso. Ao término, o aluno receberia a nova licença, a de piloto de tripulação múltipla, com 240 horas de voo.

Outra novidade no texto proposto pela agência é a criação da licença de aluno piloto, que será de porte obrigatório para os alunos do curso de piloto que não possuam qualquer outra licença na mesma categoria de aeronave. O documento terá validade de 24 meses.

al.A proposta da ANAC para o RBAC 61 já está em sintonia com as diretrizes do RBAC 120, que trata do uso indevido de substâncias psicoativas na aviação civil, e as do Sistema de Gerenciamento de Risco Operacion

O texto completo da proposta do RBAC nº 61 pode ser acessado no site da ANAC, no endereço: http://www.anac.gov.br/transparencia/audienciasPublicasEmAndamento.asp até às 18 do dia 18 de dezembro de 2010. Qualquer cidadão poderá enviar sua contribuição por e-mail, desde que por meio de formulário próprio disponível no site. Todas as contribuições recebidas dentro do prazo serão analisadas pela ANAC, que julgará a necessidade de realizar alterações no texto original. Concluído esse processo, a intenção é que o regulamento entre em vigor no segundo trimestre de 2011.

sábado, 27 de novembro de 2010

Air Force 1 - B707




Em 2004 estive visitando o museu da Boeing em Seattle e tive a oportunidade de entrar na cabine de um dos primeiros Air Force 1 , um Boeing 707. Vejam algumas imagens dessa raridade.






segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Licenças de mecânico de manutenção: 1ª emissão e revalidação

O RBHA 65 ( em breve RBAC 65) é o regulamento emitido pela ANAC que contempla os pré-requisitos para a obtenção de licença de Despachantes Operacionais de Voo ( DOV) e de Mecânico de Manutenção Aeronáutica (MMA). Nele encontramos as informações necessárias sobre idade mínima, cursos , grade curricular , prerrogativas e limitações das licenças.
Importante lembrar que todos aqueles que pretendem iniciar a carreira de MMA e também aqueles que já estão atuando no mercado devem consultar este regulamento para que possam estar devidamente orientados sobre seus direitos e deveres.
Uma das grandes polêmicas é sobre o prazo de validade das licenças de mecânico de manutenção e tempo de experiência, por isso, vamos tentar explicar de forma suscinta essa questão.
Segundo consta no RBHA 65.75 ( PRÉ-REQUISITOS PARA CREDENCIAMENTO, APROVAÇÃO E ELIMINAÇÃO), para obtenção de licença/CHT para cada grupo de habilitação, conforme constante na seção 65.91, o requerente deverá :

(1)Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;
(2)Ter concluído o nível médio (antigo 2º grau), com certificado reconhecido pelo MEC ou Secretaria de Educação e Cultura;
(3) Ter concluído com aproveitamento um curso de formação em uma entidade homologada pela ANAC; e
(4) Obter aprovação nos exames teóricos específicos da ANAC.
É considerado aprovado o solicitante que obtiver aproveitamento igual ou superior a 70% em todo o grupo (GMP ou CEL ou AVI). Após isto, para solicitar a emissão da CHT ( antiga carteira definitiva) , o candidato deverá:

(1) Estar com os exames de conhecimento teórico pertinentes à habilitação pretendida válidos;
(2) Possuir experiência profissional de, no mínimo, 3 (três) anos de trabalho em empresa aérea ou em empresa de manutenção, homologadas segundo os RBHA 121, 135 ou 145. Deverá ser comprovado que a experiência foi obtida com vínculo empregatício e que foi considerado aprovado em exame de conhecimento prático aplicado por INSPAC ou, com autorização da ANAC, por examinador credenciado da empresa aérea ou de manutenção, homologada segundo o RBHA aplicável, ao final do período de experiência requerido .
Uma vez obtida a CHT conforme estabelecido acima, a mesma passa a ter uma validade de 6 anos.
Conforme o RBHA 65.93 -REVALIDAÇÃO DAS LICENÇAS/CHT- o detentor de um CHT deverá solicitar sua reemissão encaminhando requerimento à ANAC atualizando seus dados cadastrais, anexando cópia do CHT a vencer ou o CHT vencido e comprovando:

(1) Ter adquirido experiência profissional de, no mínimo, 1 (um) ano de trabalho em empresa aérea ou em empresa de manutenção, homologadas segundo os RBHA 121, 135 ou 145. Deverá ser comprovado que a experiência foi obtida com vínculo empregatício e que foi considerado aprovado em exame de conhecimento prático aplicado por INSPAC ou, com autorização da ANAC, por examinador credenciado da empresa aérea ou de manutenção, homologada segundo o RBHA aplicável, ao final do período de experiência requerido.
As grandes empresas de manutenção e de transporte aéreo possuem em seus quadros funcionais mecânicos / Inspetores credenciados pela ANAC para aplicação dos exames práticos e, isto, facilita a burocracia do processo. Quando a empresa não possui tais examinadores, os portadores de licença ou aqueles que foram aprovados na banca da ANAC (exame teórico) podem entrar com um requerimento junto a ANAC para que se possa agendar um exame prático com um INSPAC ( Inspetor de Aviação civil).

Curso de Formação de mecânico de manutenção
Os primeiros passos para que uma pessoa possa se tornar um mecânico de manutenção aeronáutica são os seguintes :
1º - Cursos:

Cada curso de mecânico de manutenção aeronáutica constitui-se de um módulo básico, um módulo especializado e uma parte prática, e deverá ser homologado pela ANAC.Os candidatos a mais de uma habilitação, só cursarão o módulo básico para obter a primeira habilitação, ficando isento do mesmo para habilitações cursadas posteriormente. Para tanto, a entidade de ensino deverá expedir um certificado de conclusão do módulo básico, após o seu término.

(1) Módulo Básico – É requisito obrigatório para obtenção das habilitações de grupo motopropulsor, célula ou aviônicos;

(2) Módulo Especializado – Cada módulo especializado será relacionado a uma das habilitações previstas; o candidato só poderá inscrever-se para o (s) exame (s) de proficiência técnica, após a conclusão do (s) módulo (s) especializado(s); e
Parte prática:

A entidade deve firmar convênio com a empresa de manutenção homologada segundo o RBHA 145 para a realização de uma parte prática que deve perfazer um total de 60h/a (sessenta horas/ano).

(b) Grade de curso:

A grade do curso fica assim dividida:
(1) Básico – Matemática, desenhos de aeronaves,peso e balanceamento de aeronaves, combustíveis e sistema de combustível, tubulações e conexões, material de aviação, física, eletricidade básica, geradores e motores elétricos de aviação, princípios de inspeção, manuseio no solo, segurança e equipamentos de apoio e ferramentas manuais e de medição.

Grupo Célula:

Estrutura de aeronaves, montagem e alinhamento, entelagem, pintura e acabamento, reparos estruturais em aeronaves,soldagem de aeronaves, proteção contra chuva e gelo, sistemas hidráulicos e pneumáticos, sistemas de trens de pouso, sistemas de proteção contra fogo, sistemas elétricos de aeronaves, instrumentos, sistemas de comunicação e navegação e sistema de ar condicionado e pressurização.

Grupo Motopropulsor:

Teoria e construção de motores de aeronaves, sistemas de admissão
e de escapamento, sistemas de combustível do motor e medição de combustível, sistemas elétricos de ignição do motor, sistemas de partida do motor, sistemas de lubrificação e refrigeração, hélices, remoção e instalação de motor, sistema de proteção contra fogo no motor e operação e manutenção do motor.

Grupo Aviônicos:

Princípios de eletrodinâmica, resistores, lei de ohm, circuitos resistivos, divisor de tensão, potenciômetro e reostato, magnetismo, eletromagnetismo, geradores, indutância, medidores, capacitância, circuitos relativos, transformadores, motores elétricos, instrumentos e ele-
trônica.

Melhores detalhes entrar em contato via e-mail josefernandesinst@gmail.com .



segunda-feira, 8 de novembro de 2010


Dentro da cabine de um Comet



Em 2004 estive em Seattle, nos E.U.A, participando de um curso na Boeing e visitei alguns museus de aviação que existem na cidade . Tive o prazer de entrar em um COMET que estava sendo restaurado em um desses museus e constatei como esta aeronave foi algo fora de série. Uma aeronave da década de 50 com alta tecnologia e com uma cabine moderna que não deixa nada a desejar em relação a algumas aeronaves que ainda voam nos dias de hoje.

O Comet como lição para o sistema de pressurização de aeronaves

O Comet, de origem inglesa foi o primeiro avião comercial propulsionado por motores a jato fabricado no mundo.Com quatro reatores embaixo de suas asas, o Comet começou a operar em 1952 pela companhia aérea inglesa BOAC .
Foi um grande sucesso, pois voava com o dobro da velocidade dos seus concorrentes da época, porém, com um enorme consumo de combustível, suas rotas eram curtas.
A Tragédia dos Comet
Inesperadamente em janeiro de 1954 um Comet que havia decolado de Roma se desintegrou enquanto sobrevoava o mar, matando seus trinta e cinco ocupantes. Os voos foram suspensos por algum tempo, mas assim que foram retomados, outra aeronave se despedaçou em pleno ar, novamente matando todos os ocupantes.
Os navios de salvamento da Marinha Real Britânica foram enviados ao local do primeiro acidente para resgatar as peças do avião que estavam submersas, já que o segundo acidente aconteceu sobre águas profundas, resgatando 2/3 das peças.
Os destroços foram, então, enviados a Farnborough , Inglaterra onde o Comet acidentado foi cuidadosamente remontado, utilizando-se peças novas no lugar das que não foram resgatadas do avião acidentado.
Um outro Comet foi colocado em um tanque com água, para simular a mesma situação de diferença de pressão atmosférica e desgaste de material.
Cabe aqui uma explicação, até então os aviões da época voavam a baixas altitudes, onde a pressão atmosférica era semelhante à da superfície da terra. Porém os aviões a jatos necessitam voar a uma altitude muito grande, onde a pressão atmosférica é mínima. Como o ser humano não consegue ficar consciente com uma pressão muito baixa, os aviões a jato precisam ter um sistema que deixe a pressão dentro do avião bem maior que a de fora.
Descobriu-se finalmente que os projetistas não tinham preparado a estrutura para ser usada com essa diferença de pressão, logo os aviões eram verdadeiras "bombas" voadoras. Bastou uma rachadura no teto do primeiro Comet acidentado para que ele se desintegrasse em pleno voo. No caso do Comet resgatado do fundo do mar, a rachadura havia se iniciado onde a superfície metálica fora cortada em retângulo, para a instalação de uma antena de ADF. Também as janelas dos primeiros Comet eram quadradas, o que criava pontos de tensão nas extremidades. É por isso que, a partir dessas tragédias, os aviões passaram a ter janelas redondas e ovais, com o propósito de diminuir a tensão, e conseqüentemente, a fadiga metálica.
Na madrugada de 23 de novembro de 1961, um jato Comet 4 de prefixo LV-AHR das Aerolineas Argentinas caiu logo após decolar de Viracopos (Campinas-SP), provocando a morte das 52 pessoas que estavam a bordo. Os motores apresentaram problemas durante o procedimento de decolagem e aeronave ficou descontrolada. Foi então perdendo altitude até atingir um eucaliptal situado a 500 metros da cabeceira da pista da então zona rural do município de Campinas. Com o impacto, o avião abriu uma clareira de 400 metros de extensão entre as árvores e foi se despedaçando até bater contra um pequeno morro onde acabou por explodir.
O De Havilland Comet teve uma carreira muito curta, porém de extrema importância para a aviação mundial.
A Lição dos Comet
O Comet serviu de lição para que os outros projetistas modificassem os seus projetos e fizessem aviões a jato confiáveis. A era do jato impulsionou a aviação civil mundial para a sua época de ouro (década de 60).
Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/De_Havilland_Comet"

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Mês de aniversário do Blog



Queremos agradecer aos nossos seguidores, leitores e amigos por estarem juntos conosco nessa estrada. Já são 3 anos de informações sobre a aviação civil. neste período encontramos muitas pessoas por essa Brasil a fora que compartilham deste espaço aberto sobre a aviação. Muito obrigado pelo apoio de todos vocês.

FELIZ ANIVERSÁRIO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 31 de outubro de 2010


A abertura da saída de emergência sobre as asas da aeronave faz parte do treinamento de pilotos durante o ground school do equipamento.







Relembrando os tempos em que ministrava treinamento para pilotos da VARIG. Aqui estou postando algumas fotos de uma aula sobre procedimentos de emergência do B737.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Qualificação do pessoal da aviação civil

Grandes empresas do ramo da aviação investem pesado em treinamento de seus funcionários, em especial nos profissionais de manutenção aeronáutica e pilotos. Hoje, as autoridades aeronáuticas cobram muito a qualificação daqueles que atuam em áreas de grande responsabilidade como é o caso da manutenção e das operações aéreas,mas há uma lacuna a ser preenchida. A formação dos atuais profissionais tem deixando a desejar. Nós que trabalhamos com a área de treinamento sabemos o quanto é difícil qualificar a mão de obra de uma empresa , pois a base que eles deveriam ter na sua formação , nos últimos 15 anos tem sido muito precária. O Brasil hoje carece de instituições que sejam referência na formação de profissionais da aviação e o que vemos são profissionais sendo jogados no mercado sem uma formação sólida o que compromete a eficácia dos treinamentos realizados nas empresas. A autoridade aeronáutica deveria dar uma maior atenção a esse aspecto e o governo já teria que ter estudado uma forma de fortalecer as instituições que se destinam a formação desse material humano. Acho também que as empresas que investem na qualificação e na formação de seus funcionários deveriam receber um incentivo governamental, pois afinal de contas isto também é responsabilidade social.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Salve o dia das crianças ! Elas são o futuro do Brasil.













Neste dia 12 de outubro comemora-se o dia das crianças e devemos parar para refletir o que estamos fazendo para que elas tenham um mundo melhor. Nossas crianças são o futuro desta nação e devemos construir um mundo onde elas possam se tornar adultos capazes de desenvolver cada vez mais o progresso humano. Falar em educação é bater em uma tecla que já conhecemos. Na minha infância também se falava que a educação é item primordial para nossas crianças, mas já se passaram 40 anos e continuo ouvindo a mesma coisa e nunca se tem a educação desejada. Governantes prometem , povo se ilude e tudo continua da mesma forma. Acho que há algo além do que somente uma boa escola para que as crianças possam progredir. Atitudes simples com apoio da sociedade podem surtir mais efeito do que uma escola. Hoje fui a Cidade das Crianças , no bairro de Santa Cruz, aqui na cidade do Rio de Janeiro, com meus filhos e esposa. Este local é uma área da prefeitura e fiquei muito contente com o que vi: muitas atividades culturais destinadas as crianças como teatro, show musical, oficinas de artes, biblioteca, exposição miltar ( Fuzileiros Navais) e uma exibição de um desenho animado em um cinema muito legal no Planetário. Tudo isso com apoio de uma emissora de televisão e de outras empresas que fizeram a alegria da criançada e dos pais também. Pensar no social é pensar na educação. Proporcionar condições para que os pais possam levar seus filhos a esses lugares também é ajudar na educação. Parabenizo aqui o idealizador desse evento, que nem sei quem é , mas que contribuiu para um dia muita agradável de milhares de famílias. Deixo aqui uma dica para que levem seus filhos a este local quando tiverem oportunidade. A visita ao Planetário não deve deixar de ser feita, pois as crianças irão aprender muitas coisas interessantes sobre o espaço que diga-se de passagem , o espaço é nossa área.



FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODOS NÓS.
Informações sobre o planetário : www.planetariodorio.com.br
tel-212461-0610

sábado, 9 de outubro de 2010

A Azul linhas aéreas inovando mais uma vez!

Foi apresentado no dia 07/10, na fábrica da Embraer, em São José dos Campos, a nova aeronave rosa da AZUL. Trata-se de um E-jet 195, matrícula PR-AYO, batizado como Rosa & Azul e simboliza a campanha de combate ao câncer de mama em parceria com a Embraer e a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama - Femama. Participaram da cerimônia cerca de 200 pessoas, entre “Tripulantes-Azul”, jornalistas, funcionários da Embraer, representantes da Femama, autoridades do setor da aviação e a presidente do Fundo Social de Solidariedade de São José dos Campos e Primeira Dama do Município, Rosana Dalla.

Durante o discurso do presidente da AZUL , David Neeleman , estavam ao lado dele todas as “Tripulantes-Azul” vestidas com a camiseta rosa da campanha e falou sobre a importância da conscientização e engajamento com esta nobre causa. Atualmente, 33 mulheres perdem a vida por dia em nosso país em decorrência da doença. Podemos mudar este cenário se incentivarmos o diagnóstico precoce. Peço que disseminem a ação e conversem com parentes, amigos e conhecidos para ampliarmos a mensagem. A Azul é uma empresa feminina, com mais mulheres que homens a bordo. Ofereço esta homenagem a todas mulheres da Azul, da Embraer e do Brasil- pronunciou David.
Confira as imagens abaixo desse grande momento!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Aposentados Aerus buscam justiça em campanha de internet

Pessoal, estou postando aqui um artigo enviado para mim e que é de suma importância para que a sociedade tome conhecimento do que ainda está acontecendo com ex-funcionários da VARIG e empresas do grupo. Leiam com atenção e acessem o link www.avioesabatidos.blogspot.com
Milhares de aeronautas e aeroviários aposentados da extinta Varig estão na miséria, sem dinheiro até para suas necessidades básicas como alimentação e medicamentos. Os óbitos desse grupo de pessoas, na faixa dos 72 anos, aumentaram em 20%. A situação se deve ao entrave do Caso do Fundo de Pensão Aerus na justiça, uma espera que já perdura quatro anos. No objetivo de retomar os holofotes da população brasileira para a triste situação em que vivem os Aposentados Aerus, foi criada a Campanha Aviões Abatidos. No blog www.avioesabatidos.blogspot.com, os internautas podem visualizar vídeos com depoimentos marcantes dos aposentados e se informar sobre o caso na justiça. “Todos podem ajudar, é um movimento puramente social, sem fins lucrativos, esses aposentados só querem o que lhes é de direito, muitos estão passando dificuldades. Em época de Eleições, devemos denunciar o que está havendo de errado no País, essa situação não é de hoje”, afirma Martha Sampaio, uma das organizadoras do movimento. Para colaborar com a campanha basta acessar www.avioesabatidos.blogspot.com, seguir no Twitter www.twitter.com/avioesabatidos e divulgar. Vídeos da Campanha Aviões Abatidos (depoimentos de aposentados e imprensa)www.youtube.com/avioesabatidos Para entender o Caso Aerus Com a quebra da Varig, o Fundo de Pensão Aerus, que tinha a União como agente fiscalizador, ficou sem recursos para pagar seus milhares de contribuintes. Por mais de 20 anos, os ex-funcionários da Varig contribuíram todo mês, com o dinheiro do próprio salário, para esse fundo de pensão que, hoje, depende da União para efetuar o pagamento. Como já foi determinado por lei, por meio de liminar, a União é a única responsável por fiscalizar e garantir a segurança dos fundos de pensão e seus pensionistas. É dela a responsabilidade pelos contribuintes, em quaisquer circunstâncias. Portanto, o objetivo do blog é reunir internautas e fazer com que a União assuma sua dívida, pois é dela a responsabilidade pelo pagamento dos aposentados do Aerus.--
Obrigado por entrar em contato!

NÃO DEIXE DE VISITAR COM FREQUÊNCIA O BLOG AVIÕES ABATIDOS
E AJUDAR A CAMPANHA.

CONTAMOS COM A SUA DIVULGAÇÃO E SEUS COMENTÁRIOS: http://www.avioesabatidos.blogspot.com

sábado, 2 de outubro de 2010

Eleições 2010. É hora de pensar.

Confesso que ando muito angustiado com tudo que vejo acontecer neste nosso país. Não é de hoje que ouço promessas de pessoas que se dizem capaz de resolver os problemas desse nosso Brasil e que na verdade não o fazem. Desde adolescente me interessei pelos problemas políticos do nosso cotidiano e até acreditei em algumas figuras políticas da década de 80, 90 e dos tempos atuais. Mas o que se vê todos os dias é o descaso total das "autoridades" com as coisas do povo. Amanhã tenho mais uma vez que ir votar e como cidadão me sinto nesse dever, mas com tudo que tenho ouvido e visto na mídia me sinto um grande idiota, pois tenho consciência do meu voto e vejo que a grande maioria parece não ter. Vivemos em um país democrático , mas no dia a dia parece que não é bem assim. O nosso problema hoje não é a democracia e sim a falta de respeito aos nossos direitos. Nunca jamais na história deste país tivemos tamanha "sacanagem"(desculpe o termo) em relação aos direitos trabalhistas , vide o caso VARIG e AERUS, e nunca tantos juízes se comportaram de forma tão desrespeitosa à Constituição e às Leis Trabalhistas. Nós que passamos pela crise do setor aéreo (ex-funcionários VARIG e outras empresas) sabemos o que significa saber escolher um bom ou mau governante. Falo dos problemas da aviação , que é a minha área de atuação, mas outras áreas também passaram por grandes problemas e nada foi feito para resolver o lado desses trabalhadores. Alguém sabe o que é trabalhar por cerca de 30 anos e de uma hora para outra perder seus direitos ? Contribuir para uma previdencia privada e saber que ao final seu dinheiro sumiu e que ninguém se responsabiliza por isso? Quantas famílias dilaceradas ? Quantas vidas acabadas? Quanta depressão ? Falta de respeito. Hoje vivemos um mundo de novas promessas feitas por vários candidatos , mas em quem confiar? Vocês acreditam que ainda tem candidato que ganha voto dizendo que vai fazer saneamento básico ? Que vai construir escolas, estradas, hospitais... E gerar empregos ? Se tivermos um país com uma sólida indústria, autoridades que respeitem os direitos estabelecidos na constituição, informação de qualidade disponível a todos os níveis da sociedade aí sim teremos um país digno e sem problemas de desigualdade social. Nosso país já tem muita escola, hospitais, praças,bolsas famílias, bolsa "leitinho", bolsa escola, bolsa butijão de gaz... Não precisamos de mais auxílios, precisamos é de condições para trabalhar. O povo precisa trabalhar, precisa se sentir útil. Fala-se em aumentar a capacidade na formação do ensino técnico ( novas escolas), mas onde esses novos técnicos irão trabalhar ? Só na Petrobrás? Não é muito pouco para o nosso país depender só da Petrobrás para mantê-lo ?Engraçado que na década de 70, quando ainda estava no antigo primário, recebi um livreto dizendo que o Petróleo era nosso e que ele estaria acabando. Será que agora esse petróleo durará para sempre ? Será que garantirá o futuro do país? Bem, não quero ser rabugento e por isso acho que vou parar por aqui. Só queria dizer que amanhã é um dia muito importante e que levem a sério o voto de vocês. Pensem no país e não somente no eu. Pensem que para que cada um de nós tenha uma vida digna toda a sociedade também precisa ter. Dignidade acima de tudo.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Pressurização em Cabines de Aeronaves



O Sistema de pressurização tem se tornado cada vez mais usual em aeronaves de grande porte, comerciais ou militares. A utilização de ar pressurizado em aeronaves proporciona as seguintes vantagens: aumento de conforto dos passageiros e da tripulação, ruído minimizado pelo revestimento de pressurização, economia de combustível por possibilidade de vôo em maiores altitudes e possibilidade de vôo em melhores condições atmosféricas, graças a grandes altitudes.
A pressurização não é simplesmente o ato de confinar ar a determinada pressão dentro da fuselagem. Deve-se ter renovação constante deste ar. O sistema de ar condicionado deve, então, insuflar ar pressurizado para o interior do avião.
O sistema de pressurização se baseia em alguns componentes fundamentais:
· Fuselagem;
· Válvula de descarga (controle de pressão);
· Controlador de vazão.
A fuselagem da aeronave é projetada para suportar pressões no sentido de dentro para fora. É por isso que nos momentos críticos de vôo - decolagem e pouso - ela fica levemente pressurizada garantindo que o sentido da pressão não se inverta e fique de fora para dentro. No entanto, a diferença entre a pressão interna e externa não deve exceder o limite de aproximadamente 7,5 a 8 psi (dependendo do tipo de aeronave) por questões estruturais. A pressão é regulada em tempo real enquanto o avião realiza todo o seu vôo, mantendo sempre os requisitos estruturais e de conforto humano.
Sabe-se que o interior da aeronave deve ficar corretamente pressurizado. A pressão é obtida através do insuflamento do ar condicionado. Mas, então, como a pressào é controlada? A resposta é simples: pela válvula de descarga. A válvula de descarga, que nos modernos sistemas é controlada por um computador, deixa escapar a quantidade certa de ar de modo que a pressão da cabine fique no valor desejado.
Há também um controlador de vazão que é o responsável pelo controle da válvula de descarga. É um sistema que funciona em malha fechada e responde rapidamente às variações de altitude de vôo do avião. Seu princípio é simples: quando a pressão ultrapassa o valor desejado, o controlador permite o escape e, quando a pressão está abaixo do desejado, a válvula de descargaé fechada, permitindo a retomada de pressão interna. Abaixo temos um exemplo de painel de controle de pressurização de um B727-200. Este tipo de sistema possui controle que operam em 3 modos : Automático, Standby e Manual.

Grupo de discussões sobre manutenção aeronáutica



Não deixem de acessar e fazer parte do nosso grupo de discussões sobre a manutenção aeronáutica. Lá você irá encontrar alguns temas e poderá comentar, sugerir, emitir opiniões e etc. Para acessar é só ir na coluna da direita do blog e procurar o Google Grupos , inserir seu e-mail e pronto, você estará acessando o Grupo de discussões. Venha fazer parte dessa comunidade e colaborar com novas idéias.

Aos instrutores de manutenção de aeronaves do Brasil:



Pessoal, vale a pena dedicar 15 minutos para responder a este questionário elaborado por um pesquisador da universidade de Minnesota , Sr. Doug Larson. Aqui no Brasil também deveria haver essa iniciativa nas universidades. Abaixo segue parte de um artigo a respeito do assunto e o link para acesso a pesquisa online

"Study of Aviation Maintenance Instructors under Way"


Doug Larson, pesquisador de pós-graduação na Universidade de Minnesota, está realizando um levantamento sobre técnicos de manutenção "olhar para a experiência e formação de instrutores da manutenção de aeronaves e ver o que ela nos diz sobre o trabalho de educar os técnicos de manutenção." Ele está pedindo a todos os instrutores de manutenção de aeronaves para responder um questionário online de 15 minutos (anônimo)."Estou constantemente a procura de como fazer o treinamento de manutenção ser mais eficaz e eficiente", disse ele. "Voltar ao início de 1990, quando as regras do FAA foram, em sua maior parte, postas em harmonia com as exigências europeias, os regulamentos de manutenção nos termos da Parte 65 nunca foram harmonizados com a parte da EASA 66. O que eu quero saber é se faz sentido mudar nossos padrões para estar em conformidade com os da EASA ".



Este artigo tem a colaboração do nosso amigo JPSantiago.


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Boeing estima mercado para aproximadamente 30.900 aviões comerciais nos próximos 20 anos

Como resultado da recuperação da economia mundial e da forte demanda por novos aviões e aeronaves para renovação de frotas, a Boeing prevê um mercado de US$ 3,6 trilhões em novos aviões comerciais para os próximos 20 anos. O Boeing Current Market Outlook de 2010 (CMO), apresentado hoje em Londres, estimou um mercado de 30.900 novos jatos comerciais – para o transporte de carga e passageiros – até 2029.
O relatório, agora em sua 46ª edição desde o lançamento – é mundialmente considerado como a análise mais compreensiva e respeitada do mercado de aviação comercial, capaz de refletir a melhoria – ainda que instável – das condições enfrentadas pela indústria de aviação.
“O mercado mundial está bem melhor que no ano passado, mas ainda existem desafios”, diz Randy Tinseth, vice-presidente de Marketing da Boeing Commercial Airplanes. “Olhando para 2010, vemos que a economia mundial continua a se recuperar. Esperamos que a economia mundial cresça no longo prazo mais do que se espera este ano. Como resultado, o transporte de passageiros e de carga continuará a crescer este ano. As receitas das companhias aéreas e os rendimentos estão em alta, mas o preço dos combustíveis continua volátil”, completa.
O tráfego de passageiros deve crescer a uma taxa anual de 5,3% no longo prazo, impulsionado pelo crescimento econômico das regiões com necessidades diversas de aviões. O segmento de aviões de corredor único continuará liderando o crescimento mundial do setor, devido à proliferação de companhias aéreas de baixo custo nos mercados emergentes – como Índia, China e sudeste da Ásia – assim como contínua instabilidade do preço dos combustíveis. Ao longo da última década, o segmento de aviões de corredor único ultrapassou o mercado de aeronaves dedicadas aos trajetos de longa distância e continua com tendência de crescimento a medida que a frota mais velha vai saindo de circulação.
A região Ásia-Pacífico mostra os ganhos mais robustos do mercado, com a China liderando.
“Hoje, cerca de um terço do tráfego aéreo passa pela região da Ásia-Pacífico e, como resultado do crescimento desse mercado, até 2029 quase 43% de todo tráfego será para, de ou dentro desta região”, informa Tinseth.
As companhias aéreas da região Ásia-Pacífico serão as maiores compradoras de aviões de corredor duplo – cerca de 40% da demanda total.
O Oriente Médio, que tem sido uma das regiões de crescimento mais rápido para as viagens aéreas nos últimos anos, representa outro mercado muito forte. As companhias aéreas vêm crescendo rapidamente e aproveitando-se da geografia, demografia, da tecnologia dos aviões, do crescimento bem coordenado e dos planos de investimento.
Os mercados da América do Norte e Europa verão uma demanda substancial por aviões para substituir as aeronaves antigas e menos eficientes. O crescimento forte nos mercados emergentes, com populações dinâmicas e rendimentos crescentes, conduzirá para uma demanda mais equilibrada de aviões no mundo inteiro.
A Boeing prevê que as companhias aéreas vão crescer em resposta às preferências dos passageiros por mais opções de voo, tarifas mais baixas e acesso direto a uma gama maior de destinos. As empresas irão focar a oferta de mais voos usando aeronaves mais eficientes, ao invés de usar aviões significativamente maiores. Como resultado, o mercado para grandes aviões (como o 747 e maiores que ele) é pequeno, em 720 aeronaves. Mas este continua sendo um importante segmento do mercado, avaliado em US$ 220 bilhões. É um mercado, em grande parte, de substituição dos aviões existentes, não um crescimento adicional, com 43% da demanda vinda de clientes asiáticos e 23% da procura vinda de clientes no Oriente Médio.
A Boeing projetou também crescimento mundial da frota de cargueiros de 1.750 para 2.980 aeronaves – um aumento de mais de dois terços. Esse crescimento exigirá 2.490 cargueiros. A adição à frota inclui 740 novos cargueiros (no valor de US$ 180 bilhões, a preços de tabela de hoje) e 1.750 aeronaves convertidas a partir de aviões de passageiros. Novos cargueiros grandes (capacidade superior a 80-88.2 toneladas) serão 520. Cargueiros de médio porte (de 40 a 80 toneladas/44.1 a 88.2 toneladas) serão 210. Praticamente todo o cargueiro de tamanho padrão (inferior a 45/49.6 toneladas) deverá vir da conversão de aviões de passageiro em cargueiros.
A recessão resultou em uma redução significativa do tráfego de carga aérea em 2009, o ano base para a previsão da Boeing. A partir desta base de tráfego baixo, a Boeing estima que o tráfego aéreo mundial de carga irá crescer a uma média anual de 5,9%, até 2029. Inclusive é com o forte crescimento do tráfego neste ano que a Boeing estima atingir quase 14% sobre os níveis do ano inteiro de 2009 – um salto significante na projeção de crescimento de 20 anos.
“A inclusão dos crescentes níveis do intenso tráfego de 2010, seguindo a recessão, está direcionando nossa previsão de carga para cima”, esclarece Tinseth. “Entretanto, a força da indústria e seu crescimento continuarão a ser impulsionados por sólidos fundamentos – como velocidade e confiabilidade, inovação de produtos para o consumidor e interdependência global industrial”, finaliza.

B727- ATA 24 Força Elétrica













Tenho recebido alguns e-mails de vários seguidores do blog onde solicitam algumas informações sobre o sistema elétrico do B727.No intuíto de atender a estas solicitações vou tentar sintetizar este tema de forma bem suscinta.
O sistema elétrico do B727 é basicamente de corrente alternada, trifásico, 400 Hz e de 115/200 volts AC.
A força elétrica de 115/200 volts é obtida de três geradores acionados pelos motores ou por um gerador acionado pela AUXILIARY POWER UNIT (APU) quando o avião estiver em solo. Uma força externa também pode alimentar o avião quando não há força dos geradores dos motores nem gerador do APU.
A força de 28 volts AC é obtida por meio de autotransformadores que baixam a tensão de 115 volts para 28. Força de 28 volts DC é obtida por meio de três TRANSFORMADORES RETIFICADORES (TR) que convertem a força de 115/200 volts AC em 28 volts DC. Os TRs com capacidade de 75 ampéres cada, são denominados:TR-1, TR-2 e TR ESSENTIAL.Há ainda um TR para o APU e um para a força externa com 20 ampéres de capacidade cada.
Uma bateria "NÍQUEL CÁDMIO", de 24 volts e 22 améres hora, serve como fonte de alimentação normal para : APU START CONTROL, HOT BAT BUS, BUS PRONT PN e GEN CONT e como fonte de emergência para alimentar certas cargas críticas. Quando há perda de toda fonte DC.
Um INVERTER ( Inversor Estático) , alimentado pela bateria de bordo, converte a corrente de 28 volts DC em 115 volts AC e serve para alimentar certos circuitos críticos, quando a força AC é perdida.





terça-feira, 21 de setembro de 2010

Mini Mundo em Gramado-RS também tem miniaturas da Aviação

Um mundo encantado para crianças e adultos. Assim é o parque de miniaturas em Gramado. No meio de cidades em miniaturas , trens, navios ,castelo há também um aeroporto junto a cordilheira dos andes(aeroporto de Bariloche) que parece real. Os detalhes são impressionantes. Veja nas fotos abaixo.
O parque Mini Mundo fica na rua Horácio Cardoso, 291 em Gramado. Vale a pena levar as crianças e não se assuste se você ficar mais fascinado do que elas !

Acessem www.minimundo.com.br


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A aviação como cachaça em nossas vidas.


Já ouviram falar que a aviação é uma cachaça ? Pois é. Claro que é no sentido figurado. Costuma-se dizer que quanto mais cedo se tem contato com a aviação mais difícil fica de controlar o vício. A indústria aeronáutica tem evoluído muito no aspecto tecnológico produzindo insumos para a "cachaça da aviação". Mudando de assunto, conheci em Canela-RS , nesta minha última viagem, um alambique muito interessante e que também emprega uma boa tecnologia na produção de uma cachaça deliciosa. Indico a quem for a Canela conhecer um pouco de como é essa fabricação . O nome do alambique é FLOR do VALE que fica na estrada Morro Calçado, 2830, na Linha São João. Pessoal, não sou pinguço hein ! É que me fascino também pelas tecnologias aplicadas na produção agrícola .

Aeródromo de Canela - RS



Depois de um ano intenso de trabalho nada melhor do que merecidas férias. Descansar faz bem e revigora as energias para enfrentar a luta de mais 12 meses de trabalho pela frente.Estive em Gramado e Canela no Rio Grande do Sul e, como todo bom entusiasta da aviação, ao ver uma indicação de aeroporto, aeroclube ou um simplesmente aeródromo tive que ir lá para conferir. Na estrada que liga Gramado a Canela (ou vice-versa) avistei uma placa indicando "aeródromo" e fui naquela direção. Confesso que fiquei um pouco decepcionado , pois fui na expectativa de encontrar um aeródromo com vários aviões para apreciar e mostrar aos meus filhos e esposa que estavam comigo, mas só encontrei um que está na foto acima. O lugar é bem legal e por ser em uma região de intenso turismo pensei que seria mais movimentado. Não sei se por ser época de baixa temporada estava tão vazio assim. Não obtive grandes informações sobre o aeródromo, pois só havia um funcionário no dia em que passei por lá. Perguntei sobre o voo panorâmico que é anunciado em um outdoor na estrada e ele informou que o serviço estava desativado apesar de ainda ter uma placa da REVOAR TAXI AÉREO exposta no aeródromo . Bem, de qualquer forma é mais um aeródromo que conheci. O local parece ter uma pista bastante razoável e segura.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

ANAC abre mais 79 vagas para bolsas de estudos para pilotos privados

Brasília, 14 de setembro de 2010 – Estão abertas 79 vagas remanescentes para pilotos privados do projeto bolsas de estudo da ANAC para jovens pilotos. As inscrições vão até 17 de setembro, são gratuitas, e fazem parte das 213 bolsas oferecidas pelo programa, em fevereiro de 2010. As bolsas equivalem a 75% das horas-aula necessárias para formação prática e estão distribuídas, em 18 aeroclubes de oito Estados (São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Maranhão e Tocantins).Homens e mulheres podem participar da seleção, e deverão ter idade entre 18 e 35 anos, apresentar certificado de aprovação no curso teórico e no exame da ANAC, e também comprovar já terem realizado pelo menos 25%, 9 horas, da carga horária de voos necessárias para a categoria de Piloto Privado. Caso o candidato já tenha realizado mais de 25% das horas-aula necessárias para a sua formação, a ANAC subsidiará o restante, até o limite de horas mínimas para a licença. No dia 29 setembro, a ANAC irá divulgar na Internet a lista dos candidatos inscritos e também os locais de provas. Todos passarão por prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório. As provas serão realizadas no dia 10 outubro, às 9h, na cidade escolhida pelo candidato no momento da inscrição: Porto Alegre (RS), Blumenau (SC), Curitiba (PR), Rio Claro (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Nacional (TO), Fortaleza (CE) e São Luiz (MA). O gabarito preliminar será publicado no dia 11 de outubro também no site da ANAC.Os aprovados na prova objetiva – com pelo menos 70% de aproveitamento – terão sua documentação analisada dentro do número de vagas disponíveis no aeroclube escolhido e serão submetidos ao exame de Proficiência Técnica, também de caráter eliminatório. Após essa etapa, os aprovados terão direito às bolsas, e as aulas práticas serão agendadas diretamente com o aeroclube. A ANAC fará o acompanhamento, a assessoria e a fiscalização dos aeroclubes.O edital, formulário de inscrição e conteúdo programático estão disponíveis na página da ANAC na Internet, no endereço:http://www.anac.gov.br/transparencia/convenioEncerrado2010a.aspPara mais informações, o candidato deverá procurar a Unidade Regional de Porto Alegre, pelo email capacitação.ger5@anac.gov.br ou através do telefone (51) 3302-7800.

domingo, 12 de setembro de 2010

Curiosidades da manutenção aeronáutica




Disponibilizamos aqui um espaço para que possamos desvendar as curiosidades da manutenção aeronáutica. Para começar perguntamos o seguinte: Alguém saberia dizer a origem do nome da ferramenta "Arco de pua" ? As respostas podem ser colocadas nos comentários desta postagem ou na caixa de diálogo localizada à direita da página.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

"Causos" da manutenção

Muitas são as estórias ou histórias contadas na aviação civil por aqueles que já há anos trabalham nessa atividade. Algumas são até engraçadas, mas trazem sempre algum ensinamento. Costumam dizer por aí que pescador, aeronauta e aeroviário são ótimos em "causos". Eu não quero emitir opnião sobre isso e vou me reservar ao direito de somente relatar coisas que vi e ouvi durante minha experiência nessa área. Bem, quando começei a trabalhar na manutenção de aeronaves nos idos de 1993/94, era um novato muito interessado e que prestava atenção em tudo que diziam. Queria entender tudo e gostava de ouvir os mais velhos falando sobre assuntos da aviação. Uma vez estava no hangar e, muito compenetrado, ouvia atentamente uma explicação de um dos mecânicos mais antigos sobre aplicação de uma DT (determinação técnica) , que hoje é denominada de OE ( Ordem de Engenharia), e em um dado momento ele me pediu para que fosse até a sala do Engº Mezanino para pegar uma página do documento (OE) que estava faltando. Claro que me prontifiquei a ir buscar esse documento , mas não sabia bem onde ficava a sala do engenheiro, mas o mecânico disse que era só chegar ao prédio 2, onde se encontravam os escritórios, e procurar pelo engº Mezanino. Me encaminhei para lá e ao entrar no prédio 2, no primeiro piso, vi uma placa indicando "MEZANINO A e MEZANINO B". Caramba ! E agora? Existem dois engº Mezanino ???? Achei algo estranho nisso. Bem , mas aí me veio a cabeça uma coisa: sou novato e sempre ouvi falar que os mais velhos gostam de aplicar
"umas peças" nos novinhos. Será que aquele mecânico estava querendo "curtir" comigo? Resolvi me encaminhar para onde estava a indicação dos mezaninos e me deparei com uma sequência de informações sobre eles. Pessoal, não sei se vocês sabem , mas mezanino é um espaço intermediário entre um andar e outro de um prédio ou divisórias de prateleiras. Logo percebi que estava sendo motivo de chacota por um mecânico que me enganou. Como naquela época haviam engenheiros com nomes exóticos eu imaginei que MEZANINO fosse um sobrenome italiano talvez. Retornei para o hangar com um misto de vergonha, raiva e ao mesmo tempo rindo daquela situação. Ao chegar lá o mecânico ainda me deu uma bronca: ô novinho, cadê o documento ? Estou te aguardando e você não traz o documento? A aviação está parada por sua causa!! Foi uma gargalhada só dos colegas que estavam com ele e é claro que também tive que rir da situação.
Outra vez estava realizando um serviço dentro da cabine de passageiros de um B767 e um colega novinho de outro setor me perguntou onde ficava o " Smoke" ? Eu perguntei porque ele queria saber e ele disse : é que vi uma "plaquinha" escrito NÃO FUME NO SMOKE" . Queria saber onde é o SMOKE pra ver se tinha vestígios de fumaça naquela área. Aí eu tive que rir né? Ele havia visto um aviso que estava em uma das cabines de passageiros onde havia a inscrição em bilígue (Portugues/ Inglês) informando para NÃO FUMAR ( Português) e NO SMOKE ( Inglês). Vejam vocês como faz falta saber inglês na aviação.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Comitê Técnico Setorial Nacional - Formação de Mecânico de Manutenção de Aeronaves

De 17 a 19 de agosto, foi realizado em Florianópolis , Santa Catarina, o Comitê Técnico Setorial Nacional organizado pelo SENAI SC, onde tive o prazer de participar das discussões para a elaboração de um curso técnico que atenda as necessidades do mercado de aviação civil na área de manutenção aeronáutica. Estiveram presentes representantes das grandes companhias aéreas nacionais ( TAM , GOL , Avianca e TRIP) , Taxi Aéreo ( Líder), Manutenção de aeronaves ( TAP M&E Brasil ), escola de pilotos e manutenção de helicópteros( EDRA) , Escola de Especialistas da Aeronáutica , ANAC, Polícia Militar de SC , representantes nacionais do SENAI , instrutores da unidade SENAI São José ( curso técnico de manutenção de aeronaves), o grande visionário e incentivador Cesar Olsen representando os aeroclubes, além da ilustre presença do nosso astronauta brasileiro, Marcos Cesar Pontes, que abrilhantou esse importante evento. Durante 3 dias foram tratados assuntos cujo o tema se baseou na definição do perfil de mecânico de manutenção visando estabelecer as competências necessárias a serem desenvolvidas durante um curso técnico. A ANAC também se fez presente e trouxe informações sobre a nova proposta da regulamentação para Centros de Formação de Mecânicos de Manutenção Aeronaútica ( RBAC 147) que trará muitas mudanças contribuindo para uma formação de qualidade. Parabéns ao SENAI por essa inicativa.

sábado, 14 de agosto de 2010

Será que teremos licenças para mecânicos de OVNIs?


Na última semana a aeronáutica liberou para o acervo do Arquivo Nacional documentos contendo informações sobre OVNIS. São relatos de várias pessoas, entre elas pilotos e controladores de voo, sobre objetos voadores não identificados, os famosos "discos voadores". Sempre ouvi falar nessas histórias de OVNI desde criança e sempre fiquei impressionado , mas nunca acreditei muito. Agora parece que realmente há alguma coisa de verdade por trás de toda essa história. Bem, se existe mesmo "disco voador" então precisamos começar a nos mobilizar para que surjam cursos especializados para Formação de Mecânicos de Manutenção de OVNI -FMMO. A qualquer momento poderemos ter espaçonaves aterrisando com problemas mecânicos e precisamos ter pessoas certifcadas para trabalhar na manutenção delas. O maior problema será com relação as aulas práticas, pois será difícil encontrar oficinas aqui na terra para que os alunos do curso de FMMO possam adquirir as habilidades necessárias. Talvez até 2014 já tenhamos alguma coisa em vista para atendermos essa demanda.




domingo, 1 de agosto de 2010

Brasil, país da aviação.

Na edição do jornal O Globo de hoje, 01/08/2010, duas reportagens chamam a atenção para nós que estamos envolvidos no campo da aviação civil brasileira. A primeira delas , de certa forma não tão novidade assim, fala sobre a atual situação do aeroporto internacional do Rio de Janeiro Antonio Carlos Jobim-Galeão. Este aeroporto é um dos melhores da América do Sul, mas está um tanto quanto em situação de “abandono”. A quatro anos da copa do mundo de 2014 e a seis das Olimpíadas, nosso aeroporto encontra-se muito aquém do que pode proporcionar para o movimento de passageiros que crescerá nós próximo anos. As instalações não são tão ruins assim , mas a atual administração não está conseguindo alavancar o negócio aeroportuário com eficiência. Os candidatos a presidência da repúbilca e ao governo do estado do Rio de Janeiro são unâmines em afirmar que uma das saídas para que se concretize o bom funcionamento desta área é a privatização ou concessão a iniciativa privada para o comando deste aeroporto. Creio que esta seria realmente a melhor forma de administrar o aeroporto já que em vários países isso já é a forma usual de administração para esse tipo de atividade.
Outra reportagem muito interessante que esta nesta edição de domingo do jornal é a que fala sobre as encomendas recebidas pela Embraer para a as aeronaves EMB 170/190 , Legacy e Phenom que somando chega ao nº de 191 aeronaves, isto indica que a empresa terá que contratar mais pessoas aquecendo assim o mercado de empregos na área de aviação civil. É o momento de se aprofundar os estudos sobre a formação de profissionais da aviação aqui no Brasil. Quando temos um crescimento na produção de aeronaves as oportunidades começam a surgir também nas companhias aéreas, empresas de manutenção aeronáutica , oficinas de componentes, empresas de transportes, de logística e etc. Por outro lado, os sindicatos estão preocupados com a atual situação do mercado. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos considera positivos os sinais de melhora no mercado de aviação, mas continua temeroso com a retomada mais vigorosa nas contratações. Os sindicalistas dizem ainda que a carga de trabalho tem aumentado e não houve reajuste de salários desde o ano passado. De qualquer forma, é muito bom que haja este crescimento na produção de aeronaves, pois indica a confiança na tecnologia empregada pela Embraer, uma empresa brasileira.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

ANAC propõe regulamento para prevenir uso de álcool e drogas na aviação civil




Proposta inovadora busca aumentar a segurança e recuperar profissionais afetados.

Brasília, 26 de julho de 2010 – A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) abriu audiência pública para a proposta do Regulamento Brasileiro da Aviação Civil nº 120 (RBAC 120), que trata dos programas de prevenção do uso indevido de substâncias psicoativas na aviação civil. A proposta da Agência é prevenir o consumo inadequado de álcool e drogas por profissionais da aviação civil, com a implantação de programas de educação, exames toxicológicos e de recuperação.

A ANAC é uma das primeiras agências reguladoras no mundo a seguir as orientações da Organização da Aviação Civil Internacional (Oaci) sobre o tema, a exemplo dos Estados Unidos e Austrália. A proposta busca intensificar o controle sobre o uso de substâncias que causam dependência entre os profissionais que lidam diretamente com atividades de risco operacional na aviação, como pilotos, comissários, mecânicos, despachantes operacionais de voo e também equipes de combate a incêndio nos aeroportos, agentes de segurança e outros.


A proposta do regulamento não é apenas aumentar a fiscalização e aplicar punições, mas principalmente trabalhar na recuperação e prevenção ao uso de substâncias psicoativas. Esse trabalho deverá ser feito com o acompanhamento de profissionais especializados para tratar sobre os riscos e malefícios gerados pelos efeitos de álcool e drogas.

Se aprovado, o RBAC 120 dará respaldo às companhias aéreas para ampliar seus programas de prevenção sobre o tema, já que passará a ser uma exigência do órgão regulador, mas alterando o mínimo possível a estrutura de exames já exigidos na rotina desses profissionais. A intenção da ANAC é acrescentar os pedidos de exames toxicológicos que possam identificar o uso de substâncias psicoativas na contratação e transferência de funcionários para atividades de risco, além de exames obrigatórios realizados após acidentes, incidentes e ocorrências em solo. No caso de afastamento de funcionários por esse regulamento, o teste também será obrigatório no seu retorno às funções. Além disso, um supervisor treinado para identificar possíveis empregados envolvidos poderá solicitar o exame quando necessário, baseado em suspeita justificada.

Os procedimentos serão realizados internamente pelas próprias empresas. Algumas delas já fazem exames preventivos, porém com a aprovação do regulamento, todas as companhias terão que incluir essa rotina em suas operações, já que será exigida a apresentação para a ANAC de um Programa de Prevenção do Risco Associado ao Uso de Substâncias Psicoativas (PPSP).

O texto completo da proposta do RBAC nº 120 pode ser acessado no site da ANAC, no endereço: http://www.anac.gov.br/transparencia/audienciasPublicasEmAndamento.asp. Até as 18h do dia 18 de agosto, qualquer cidadão poderá enviar sua contribuição por e-mail, desde que por meio de formulário próprio disponível no site. Todas as contribuições recebidas dentro do prazo serão analisadas pela ANAC, que julgará a necessidade de realizar alterações no texto original. Concluído esse processo, a intenção é que o regulamento entre em vigor no primeiro semestre de 2011.

Assessoria de Imprensa da ANAC

domingo, 25 de julho de 2010

Voar Azul

Pela primeira vez estou tendo o prazer de voar pela Azul em sua moderna aeronave EMB190. Estou indo para Porto Alegre a bordo do voo 4105 e estou bastante impressionado com o que vi até agora. Na decolagem já percebi alguma diferença, pois essa aeronave é bem silenciosa e tem um ângulo de subida muito bom. O design e a configuração da cabine de passageiros a tornam bem confortável. O espaço entre as poltronas também é maior , ou pelo menos parece, do que nas aeronaves de outras companhias. O serviço de bordo também é algo inovador. Primeiro uma das 3 comissárias de bordo passa de poltrona a poltrona perguntando aos passageiros o que eles gostariam de beber, como se fosse uma atendente de restaurante e, logo depois, vem outra comissária oferecendo os snacks ( batata chips, biscoito ou "goiabinha"). Depois disso tudo ainda tem o tradicional cafezinho que todo brasileiro gosta. Nossa, já tinha me desacostumado com um serviço de bordo assim!
Realmente essa empresa veio para inovar e está agradando. Torço para que surjam novas empresas com esse perfil e que tragam mais inovações. Valeu Azul ! O Brasil agradeçe.

domingo, 18 de julho de 2010

O que está acontecendo com a Air France?

O que estará acontecendo com a Air France ? Em menos de uma semana ocorreram 4 eventos relacionados a problemas técnicos e que causaram grandes transtornos aos seus passageiros. Desde o acidente ocorrido no ano passado com a aeronave A330 sobre o oceano Atlântico, a imprensa vem noticiando vários eventos e colocando em dúvida as questões de segurança de voo dessa empresa. Esperamos que esses eventos ocorridos sejam somente coincidencias e que nada de mais grave esteja ocorrendo com a manutenção das aeronaves.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Aproveitando os momentos no aeroporto do Galeão



Viajar é uma atividade muitas vezes prazerosa mesmo que seja uma viagem a serviço. O que nos deixa em alguns momentos transtornados durante as viagens de avião, são os atrasos que geralmente ocorrem por inúmeros fatores, que são inerentes a atividade aérea. Ainda bem que os atuais aeroportos , mesmo que ainda de forma muito tímida, possuem áreas de alimentação, lojas e livrarias que atenuam o estresse desses momentos ociosos. No aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Antonio Carlos Jobim-Galeão, no terminal 1, há um lugar muito interessante para aqueles que curtem aviação antiga e não tem tempo de ir a um museu. O AIR CAFÉ Palheta é um local onde encontramos algumas relíquias como , por exemplo, belíssimas imagens dos clássicos aviões de combate da 2ª guerra mundial, como o Spitfire, quadros com antigos comerciais da Coca-Cola com temas relacionados a aviação, galeria de fotos, livros, réplicas de aviões e etc.Vale a pena saborear um delicioso sanduíche apreciando essas maravilhas da aviação ao nosso redor, sem falar na vista panorâmica que se tem do pátio do aeroporto com suas aeronaves modernas em operação. Confira !

terça-feira, 29 de junho de 2010


Com mais de 20 mil m² de área e com a chancela de ser o maior museu de aviação do mundo mantido por uma companhia aérea privada. Com mais de 90 aeronaves entre pioneiros, clássicos, jatos e caças, a maioria em plenas condições de vôo, além de simuladores, túnel multimídia, espaço TAM Kids, Espaço propulsão, Torre de controle, Espaço Moda e uma ala dedicada exclusivamente a trajetória evolutiva da própria TAM, onde todos podem decolar no mundo da aviação. Visitar o museu TAM é entrar em um túnel do tempo com destino a uma experiência única ao passado na qual fazemos questão de guia-los.

Horário de funcionamento:
De quarta a domingo, das 10h às 16h.
Admissões permitidas somente até as 15h.

Endereço:
Rodovia SP 318, Km249,5 – Água Vermelha
São Carlos-SP – CEP 13578 -000

Como chegar:
Rodovia Anhanguera/Bandeirantes. Após Limeira, siga pela rodovia Washington Luis até São Carlos. Chegando em São Carlos, utilize a saída 235B, rode 15 Km pela rodovia SP 318 e entre no Km 249,5

Ingressos:
R$25,00 inteira
R$12,50 meia (para estudantes com documento comprobatório)
0 a 6 anos e acima de 65 anos não pagam
Simulador R$20,00 para cada 15 minutos de vôo
Guarda volumes

Melhores informações entrar em contato no telefone (16) 3306-2028 ou no site www.museutam.com.br


domingo, 20 de junho de 2010

Novos futuros talentos da manutenção aeronáutica

Fico muito feliz quando sou convidado a ministrar aula nos cursos de formação de mecânicos de manutenção aeronáutica, pois a cada nova turma percebo que o interesse das pessoas nessa área vem aumentando a cada dia.No entanto, sempre faço questão de alertar aos inciantes nessa área que se eles vem para cá com interesses simplesmente finaceiros, ou seja, o salário atrativo é o único fator que fará a diferença, certamente essas pessoas não serão felizes nesta carreira. Na aviação se você não gostar do que faz, indiferente do salário que esteja ganhando, na certa você encontrará muitas barreiras e muita desmotivação. Gostando do que se faz consegue-se superar muitos obstáculos e, na aviação, encontramos obstáculos todos os dias. E tem mais, a aviação também vicia. Se você for contaminado certamente será muito difícil deixar esta atividade e partir para outra.
É muito interessante esse momento vivido pela aviação civil brasileira onde a industria do petróleo vem contribuindo com esse aquecimento para as atividades de manutenção aeronáutica e, a demanda por profissionais qualificados para a manutenção de helicópteros , principalmente no estado do Rio de Janeiro, traz um horizonte cheio de luz para a profissão de mecânico de manutenção aeronaútica. Que se formem os novos talentos e que eles sejam disseminadores dos conceitos de segurança em suas atividades.

domingo, 13 de junho de 2010

Alguém sabe a histórioa de W .ORTON HOOVER ?

PIONEIROS DA AVIAÇÃO

Dizem que este seria um dos pioneiros da aviação civil no Brasil no que se refere a manutenção de aeronaves. Alguém sabe algo mais sobre este homem que fez história na nossa aviação?
Se alguém souber mais informações sobre o Sr. W .ORTON HOOVER e quiser compartilhar com a comunidade da aviação civil brasileira, poderá enviar as informações para este blog que teremos o maior prazer em divulgá-las aqui . Iniciaremos aqui a série pessoas que fizeram história da manutenção aeronáutica no Brasil.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Integridade do profissional de manutenção aeronáutica.

A manutenção de aeronaves é uma atividade que exige muita dedicação do profissional que trabalha nessa área. Além de todo o conhecimento necessário para executar as várias tarefas complexas , o mecânico de manutenção precisa estar concentrado e em perfeitas condições de saúde para que possa executar os serviços de maneira correta e segura. O elemento humano é o elo mais fraco nesse ambiente onde o estresse age constantemente juntamente com outros fatores e que levam o homem, por muitas vezes, a cometer erros que podem gerar sérias consequências para a segurança de vôo. Todo profissional de manutenção aeronáutica deve acima de tudo zelar por sua saúde, pois isto será um fator determinante para que trabalhe com maior capacidade de concentração e seja mais resistente aos agentes estressores presentes ao ambiente de trabalho. Valorizar a si mesmo é o primeiro passo para se tornar um profissional conceituado e respeitado no mercado e, a valorização aqui comentada, é a valorização da integridade tanto física quanto moral.

sábado, 29 de maio de 2010

Manutenção de aeronaves em áreas aeroportuárias

O ramo aeronáutico é muito vasto e por isso existem várias áreas de atuação onde a segurança de vôo é o norte a ser seguido por todos os envolvidos. A manutenção aeronáutica é um destes ramos da aviação que precisa constantemente atualizar seus profissionais para a garantia dos bons serviços prestados.Nas áreas aeroportuárias,a manutenção de aviões que operam por lá é geralmente fornecida pela maior linha aérea em operação no aeroporto ou por companhias especializadas, no caso de aviões de passageiros. Cabe ressaltar que embora muitos aeroportos possuam serviços básicos de manutenção, apenas parte deles oferecem serviços mais especializados e complexos.

Durante o período em que a aeronave fica estacionada em solo, um check-up é realizado nas aeronaves, em busca de falhas. Este procedimento é chamado de ramp e transit e os mecânicos de manutenção precisam estar devidamente qualificados e credenciados pela autoridade aeronáutica local para executar as tarefas de manutenção.Estes profissionais recebem treinamentos especializados fornecidos pelos fabricantes de aeronaves, empresas aéreas, empresas de manutenção aeronáutica e pela própria autoridade aeronáutica. Em alguns aeroportos existem áreas destinadas a Hangares de manutenção onde se pode realizar manutenção pesada , ou seja, pode-se efetuar um tipo de manutenção mais complexa como reparos e revisões de componentes, troca de motores e etc.
A Gol inaugurou recentemente um centro de manutenção de aeronaves, localizado no complexo do aeroporto de Confins. A ampliação transforma o complexo no maior e mais avançado da América Latina, aumentando a capacidade de atendimento de 60 para 120 aeronaves por ano. No Rio de Janeiro, no Aeroporto Internacional do Galeão Antonio Carlos Jobim, há um complexo industrial da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, onde são realizadas manutenções complexas em aeronaves Boeing e Airbus de empresas nacionais e estrangeiras. Em Porto Alegre , na área aeroportuária do aeroporto internacional Salgado Filho, também há uma unidade da TAP ME Brasil com capacidade para atendimento de qualquer tipo de manutenção aeronáutica das frotas Boeing , Airbus e Embraer.
Foto: Aeroporto Internacional do Galeão -Rio de Janeiro

sábado, 22 de maio de 2010

"AERO MAGAZINE E CANDIOTA LEVAM VOCÊ PARA OSHKOSH"

A Aero Magazine leva leitor para uma das maiores feiras de aviação do mundo !
A renomada revista lançou promoção no último dia 04 para comemorar os 75 anos do Douglas DC-3. Este concurso vai dar o direito a um leitor de acompanhar a Air venture 2010, uma das maiores feiras de aviação do mundo, que acontece em oshkosh, nos Estados Unidos da América.
Para concorrer ao prêmio o participante deverá responder a seguinte pergunta: "Quantas vezes o selo do Douglas DC-3 aparece nas notas da seção de notícias do site Aero Magazine? As respostas devem ser enviadas para o e-mail concursocultural@aeromagazine.com.br , juntamente com os dados do participante.
Acessem o site www.aeromagazine.com.br/oshkosh2010 para melhores informações.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

49% ou mais nas empresas aéreas nacionais.

O cenário da aviação civil brasileiro está mudando ! Com a aprovação no Congresso Nacional do aumento do capital estrangeiro em companhias aéreas nacionais o mercado tende a ter um comportamento jamais esperado. Por lei uma empresa aérea nacional poderá ter até 49 % do capital estrangeiro e, em alguns casos, até percentual maior desde que haja acordo bilateral entre o Brasil e o país de origem do capital estrangeiro. Com isto, o mercado de aviação nacional poderá ter um crescimento muito rápido ou uma estagnação, pois não dá para prever ao certo se as empresas internacionais pretenderão investir em novas empresas ou apenas se aliar as já existentes no nosso mercado . No primeiro caso teríamos uma maior oferta de empregs e no segundo caso teríamos apenas uma otimização do capital humano já existente. De qualquer forma é algo novo na economia nacional e vale a pena esperar para ver. Tudo que é novo gera uma certa resistência e muitas dúvidas e então vamos ver como fica.

domingo, 2 de maio de 2010

FOTOLOG do João Novello nos faz reviver o início da aviação no Brasil


Amigos, reviver o passado nem sempre é nostalgia. Reviver o início da nossa aviação é reviver os primeiros passos de uma atividade que ajudou e muito o Brasil ser o que é nos dias de hoje. Se hoje podemos ter orgulho de nosso país estar entre um dos melhores nesta atividade no mundo é graças a bela história do passado. O blog do noso amigo João Novello está repleto de imagens que retratam como tudo começou. Façam uma visita que valerá a pena. O endereço é :http://fotolog.terra.com.br/jban:412
Foto : Fotolog.terra.com.br - Aeroporto de Manguinhos -RJ

sábado, 24 de abril de 2010

Recomendações da EASA referentes a cuidados com cinzas vulcânicas


SIB No.: 2010-17
Issued: 22 April 2010

A EASA emitiu no ultimo 22 de abril o SIB (Safety Information Bulletin), de Nº 2010/17, que se refere aos cuidados que deverão ser tomados por operadores de aeronaves que operem próximo a áreas que estejam com suspeitas de contaminação por cinzas vulcânicas . Voos em espaço aéreo com baixa contaminação de Volcanic Ash podem ter consequências a médio e longo prazo para a aeronavegabilidade das aeronaves e precisam ser abordadas com prioridade, a fim de garantir a continuidade segura das operações. Aos envolvidos com a fabricação de motores de aeronaves e aos operadores estão sendo solicitados pela EASA a desenvolverem as instruções necessárias para um voo seguro. Rotinas específcas tais como pré-inspeções e pós-voo, e os de aeronavegabilidade continuada, tendo em conta os efeitos da operação de aeronaves no espaço aéreo com baixa contaminação cinzas vulcânicas já estão sendo efetuadas . Ênfase especial é requerida para os sistemas que são mais sensíveis a qualquer exposição a cinzas vulcânicas. Os sistemas que são mais sensíveis a Volcanic Ash são: compressores, motores e turbinas, sistemas de óleo do motor, dados de ar e sistemas de pitot, Sistema de controle do ambiente de cabine e os sistemas da aeronave que fornecem refrigeração de ar para sistemas de computador instalado na aeronave.
A International Civil Aviation Organization (ICAO), recentemente informou à Agência que irá começar a trabalhar no cenário global normas para a concentração de cinzas vulcânicas que poderiam afetar a segurança de voo das aeronaves e dos motores. A EASA trabalha em estreita colaboração com a ICAO e a indústria da aviação para definir específicas instruções para a aeronavegabilidade permanente (ICA).
Recomendações: Os proprietários e operadores de turbina de aviões e helicópteros são recomendados para as seguintes ações:

(1) Realizar inspeções diárias quando estiver operando em uma área de contaminação de baixo teor de cinzas vulcânicas, para detectar a erosão, acúmulo de cinzas vulcânicas, danos ou degradação dos sistemas do motor ou aeronave.

Verificar os seguintes itens:

- Bordos de ataque das asas;
- Luzes de navegação e pouso, radomes ;
- Trem de pouso - Estabilizador horizontal ;
- Toda a estrutura de extrusão ;
- Tubos de pitot estático e portas ;
- Janelas e pára-brisas ;
- Entradas do motor ;
- Compressores de motor e turbinas;
- Óleo de sistemas de motor ;
- Pás do rotor .

Com base nos resultados das inspeções acima, inspeções mais detalhadas podem ser necessárias. Salvo se instruções específicas já tenham sido fornecidas pelo fabricante ou operadores as inspeções acima referidas deverão também ser realizada após cada voo, sempre que os seguintes fenômenos são observados ou detectados durante o voo :
- Acre odor semelhante a fumaça elétrica;
- Início rápido de problemas no motor ;
- O fogo de Santelmo ;
- Brilho laranja branco / aparecendo nas entradas do motor;
- Poeira no cockpit ou cabine ;
- Súbita (inesperada) trevas exteriores;
- As flutuações da velocidade.

Além disso, os operadores devem comunicar à EASA para que ela possa produzir uma síntese dos resultados e as tendências resultantes dessas inspeções, para que melhorias possam ser levadas ao procedimentos recomendados por este SIB.

Mais informações no site da EASA:
Foto : g1.globo.com/

sábado, 10 de abril de 2010

Puma Air , uma nova concepção para a aviação brasileira

O Brasil já há alguns anos vem se interessando pelo continente africano para relações comerciais e expansão política. Este continente é muito promissor para os próximos anos, pois vários países começam a despontar com potencial para o crescimento econômico. A angola é um desses países e o melhor é que lá se fala português, o que para o Brasil é um fator de extrema importância.
Um general angolano, Higino Carneiro, considerado um dos homens mais ricos de Angola , apelidado de Bulldozer ( trator), adquiriu no início deste ano 20% da empresa regional paraense Puma Air. Segundo informações, o General Carneiro pretende transformar essa companhia em uma companhia aérea internacional para fazer a ligação entre Brasil e Angola o que deverá estar ocorrendo já no próximo mês de julho. Carneiro se uniu a um sócio brasileiro,Gleisson Gambogi de Souza, em 2005, e de lá para cá juntos tem feito muito sucesso no mercado Angolano na área de serviços ( Obras).
A Puma Air irá utilizar neste primeiro instante aeronaves da Gol / VRG para fazer os vôos internacionais. A Gol já está com uma aeronave em seu Hangar alterando a pintura .
Maiores detalhes no site :

Indicador de Velocidade - MACH

Vários são os instrumentos em uma aeronave que auxiliam o piloto a operá-la com segurança. Um deles é o indicador de velocidade MACH .
Os aviões civis e militares, precisam de um instrumento que forneça a relação entre a velocidade do ar e a velocidade do som no nível de voo e nas condições ambientais existentes no momento. A velocidade do som neste momento recebe o valor de unidade (1,0 MACH). Assim sendo , uma indicação de ".98 MACH, significa que a aeronave está voando a noventa e oito por cento da velocidade do som.
Para que se tenha cálculos de velocidades mais precisos foram criados 5 categorias de velocidade para determinar em que velocidade está a aeronave:

Subsônica: Ma < 1
Transônica: 0.8 < Ma <1.2
Sônica: Ma = 1
Supersônica: Entre 1.2 Ma e 5 Ma
Hipersônica: Ma > 5
A importância da velocidade MACH para o piloto é que desta forma ele consegue manter a velocidade da aeronave em condições seguras , pois quanto mais se aproximar da velocidade do som ou se ultrapassá-la , as características de voo da aeronave irão mudar e poderá até estolar , pois com a vazão dos fluidos atravessando a “onda de choque”, a velocidade é reduzida e a temperatura, pressão e densidade são aumentadas.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Caos no Rio de Janeiro


Que loucura !! Hoje no Rio de Janeiro está o caos. Foi muito difícil alguém chegar hoje a algum lugar nesta cidade. Eu saí ás 05:30 da manhã para o trabalho e não consegui chegar, no meio do caminho tive que voltar para casa . Todas as empresas hoje ficaram prejudicadas em relação a mão-de-obra , ou seja, poucas pessoas trabalhando e consequentemente haverá atrasos nos prazos estabelecidos. Nos aeroportos houve grandes transtornos com cancelamentos e atrasos de voo . A partir das 12 horas a situação melhorou um pouco, pois tanto o Santos Dumont quanto o Galeão estavam operando por instrumentos, mas para os passageiros que tentavam chegar para embarcar como aqueles que desembarcavam tinham grandes problemas para se locomover porque a cidade estava toda parada. Falta de taxi, ônibus, trens, etc. Hoje foi um verdadeiro caos e ainda bem que o prefeito foi sensato e decretou feriado na cidade e pediu para que as pessoas não saíssem de suas casas para não agravar a situação. Espero que o tempo melhore e tudo volte ao normal amanhã.