Simulados para a ANAC

Para aqueles que pretendem realizar estudos extras para preparação às provas da ANAC , indico uma visita ao blog do meu amigo Heinz http://hangardoheinz.blogspot.com/, pois há uma seção só de questões (simulados).

sábado, 29 de janeiro de 2011

Dúvidas de quem quer começar a carreira de mecânico de manutenção.

Inevitável ter que responder quase todos os dias a questionamentos de pessoas que querem iniciar a carreira de mecânico de manutenção de aeronaves e não sabem ao certo qual a especialidade que devem escolher como primeira opção. Parece que todo mundo quer sempre começar pela especialidade que consideram mais fácil , pois daí acreditam que poderão entrar no mercado e fazer as demais especialidades já com um emprego garantido. Bem , na verdade quando me questionam sobre qual é a especialidade mais fácil entre as CHTs ( Célula , GMP e Aviônicos), costumo responder que a facilidade está naquela em que a pessoa tem maior aptidão, pois na verdade não há a mais fácil e sim três especialidades com disciplinas que atendem a todos os gostos. Se você é uma pessoa que tem afinidades com sistemas elétricos e eletrônicos a especialidade de Aviônica é a mais aconselhável. Se você tem afinidade com sistemas mecânicos, ligas metálicas, combustível, você poderá ter um bom desempenho na especialidade Célula e se você tem conhecimentos sobre motor e mecânica geral poderá escolher GMP que provavelmente irá ser a especialidade em que terás o melhor rendimento. Qualquer uma das três especialidades possuem seu grau de dificuldade e de importância no mercado de aviação. Sem dúvida a especialidade de célula é a que abrange o maior percentual dos sistemas de uma aeronave e por este motivo é muito apreciada pelas empresas aéreas e empresas de manutenção aeronáutica. A CHT de aviônicos é muito específica e só essa especialidade não tem muita demanda para a manutenção de linha, pois o profissional fica limitado somente aos sistemas elétricos e eletrônicos, mas para trabalhos em oficinas de aviônicos essa especialidade é muito requisitada. Na verdade o que as empresas procuram hoje em dia é um profissional que possua as três habilitações, pois com isto elas conseguem otimizar a mão-de-obra e ter um retorno maior em relação aos resultados.
Quem tem idade entre 18 e 24 anos aconselho entrar em cursos de formação de mecânicos de manutenção e fazer as três especialidades. Quem tiver idade superior a 25 anos e que ainda não esteja na aviação civil é melhor fazer uma epecialidade se empregar em uma empresa de manutenção ou empresa aérea e logo a seguir tentar concluir as outras duas especialidades.
O curso de formação de mecânicos é dividido em módulos conforme abaixo:
Módulo Básico ( comum a todas as especialidades )
Módulo específico de Aviônica;
Módulo específico de Célula;
Módulo específico de GMP.
Obrigatóriamente tem-se que realizar o módulo básico e após a finalização do mesmo você poderá escolher um dos módulos específicos. A carga horária do básico mais um módulo específico está hoje em torno de 1014 horas. Uma vez finalizado o módulo básico você poderá fazer qualquer um dos três módulos específicos.
Pessoal, o negócio é estudar e não deixar o desânimo tomar conta. O mercado está aquecido e a busca por bons profissionais irá aumentar nos próximos anos.
Vamos a luta !

.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Nasa e os aviões do futuro



No final do último ano de 2010 a NASA definiu a escolha de três empresas que participarão de um projeto para construir os aviões que voarão no ano de 2025. As escolhidas foram a Lockheed Martin,a Northrop Grumman e a Boeing.


Estas aeronaves deverão seguir critérios estabelecidos no projeto da NASA que visa proporcionar uma maior eficiência sem causar danos ao meio ambiente.Isto engloba ter menos barulho,utilizar tecnologias mais limpas e consumir menos combustível. As aeronaves também terão que ter capacidade de transportar maior peso ( entre 23 e 45 toneladas), voar em condições seguras dentro do sistema de gerenciamento de tráfego aéreo mais moderno com velocidades acima de Mach .85 ( 1224km/h)


É a aviação em plena evolução!!!




terça-feira, 4 de janeiro de 2011

ANAC estende operação especial nos principais aeroportos até sexta-feira

Brasília, 4 de janeiro de 2011 – A operação especial de fim de ano da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) foi estendida até a próxima sexta-feira, dia 7 de janeiro, nos aeroportos de Guarulhos, Congonhas, Galeão, Santos Dumont e Brasília. Juntos, eles representam quase 50% do movimento de passageiros no Brasil – mais de 70 milhões de passageiros – e cerca de 95% das aeronaves das principais empresas aéreas passam por pelo menos um desses aeroportos todos os dias.

Iniciada no dia 17 de dezembro, a operação deveria terminar ontem (3 de janeiro), porém o grande fluxo de passageiros retornando das festas de fim de ano levou a Agência a estender a fiscalização especial até a próxima sexta-feira.

A ANAC continuará fiscalizando o cumprimento da assistência devida aos passageiros, de acordo com a Resolução nº 141. A assistência ao passageiro deve ser prestada pela companhia aérea mesmo quando as razões de atrasos e cancelamentos sejam problemas metereológicos. Se não receberem o atendimento devido, os consumidores podem registrar manifestações na ANAC, 24 horas por dia, no telefone gratuito 0800 725 4445 ou no www.anac.gov.br

Operação normal em dezembro

No mês de dezembro de 2010, foram realizadas 80.400 decolagens de voos domésticos e internacionais, o que representa um aumento de 12,3 mil voos em relação a dezembro de 2009 – crescimento de 18%. No entanto, os atrasos se mantiveram praticamente estáveis: o índice de atrasos acima de 30 minutos foi de 18,2% em dezembro de 2009 e, em dezembro de 2010, foi de 21,1%. Os atrasos acima de 60 minutos foram registrados em 8% no mês de dezembro e o índice de cancelamentos se manteve em 5%.

Os dados finais sobre movimento de passageiros ainda não estão disponíveis, mas a expectativa é de que cerca de 14 milhões de pessoas tenham embarcado e desembarcado nos aeroportos brasileiros em dezembro de 2010, ou seja, 1,5 milhão a mais do que no mesmo mês de 2009.

Assessoria de Imprensa da ANAC

jornalismo@anac.gov.br

Telefones (61) 3314-4493 / 4494 / 4496 / 4497 / 4498

Plantão de Imprensa – (61) 9112-8099

Foto : http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/aeroportos

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Estrutura das Asas

ESTRUTURA DAS ASAS

Os principais elementos estruturais de uma asa são apresentados a seguir:

  • Raiz
  • Bordo de ataque
  • Bordo de fuga
  • Extradorso
  • Intradorso ou ventre
  • Ponta

CLASSIFICAÇÃO DOS AVIÕES QUANTO AS ASAS

Os aviões podem ser classificados em diversos tipos , quanto a localização da asa, conforme exemplos:

Asa Alta

Asa Baixa

Asa média

Asa Parassol

Quanto ao tipo de fixação , as asas podem ser classificadas em cantiléver e semicantilever. As asas cantiléver são melhores, sob oponto de vista aerodinâmico, mas os esforços de flexão são maiores.

Quanto ao número de asas , os aviões podem ser classificados em monoplanos, biplanos existentes destinam-se a usos especiais, como aviões acrobáticos e agrícolas, de baixa velocidade e altamente manobráveis, porém de baixa eficiência aerodinâmica.

Quanto ao número de asas, os aviões podem ser classifcados em monoplanos, biplanos, triplanos etc.Atualmente, quase todos os aviões são monoplanos. Os poucos biplanos existentes destinam-se a usos especiais, como por exemplo, aviões acrobáticos e agrícolas, que são aeronaves de baixa velocidade e altamente manobráveis, porém de baixa eficiência erodinâmica ( Consomem um pouco mais).

Estudar nunca é demais.

Estou iniciando aqui um pequeno resumo sobre sistemas e estruturas de aeronaves para ajudar aqueles que se preparam para os exames da ANAC. Com uma leitura diária sobre temas relacionados a manutenção de aeronaves você conseguirá memorizar algumas informações que foram passadas durante os cursos de formação de mecânicos de manutenção aeronáutica.
Hoje vamos iniciar com o tema Fuselagem e Empenagem de aeronaves.

FUSELAGEM

A fuselagem é a parte do avião onde estão fixadas as asas e a empenagem (superfícies de cauda). Aloja também os tripulantes, passageiros e carga. Contém ainda os sistemas do avião e, geralmente, o motor, trem de pouso etc.

Tipos de Fuselagem

A fuselagem pode ser classificada quanto a estrutura em : Tubular , monocoque e semimonocoque.

Estrutura tubular – É constituída por tubos de aço soldados, podendo ter cabos de aço esticados para suportar esforços de tração. Este tipo de estrutura é, geralmente, recoberto com tela. A tela funciona apenas como revestimento, não resistindo a esforços.

Estrutura monocoque – Neste tipo de estrutura, o formato aerodinâmico é dado pelas cavernas. Os esforços são suportados por essas cavernas e também pelo revestimento. Por esse motivo, a fuselagem é , geralmente, revestida com chapa metálica.

EMPENAGEM

A empenagem tem a função de estabilizar e controlar o vôo do avião. Geralmente, a empenagem compreende duas partes: a superfície horizontal e a superfície vertical.

SUPERFÍCIE HORIZONTAL

É a superfície constituída pelo estabilizador horizontal e pelo profundor. Estabiliza e controla os movimentos de arfagem ( levantar e baixar o nariz) do avião.

SUPERFÍCIE VERTICAL

É composta pelo estabilizador vertical ( ou deriva) e pelo leme de direção. Estabiliza e controla os movimentos de guinada ( movimentos do nariz para a direita e para a esquerda) do avião.

SUPERFÍCIES DE COMANDO

As superfícies de comando são partes móveis que , geralmente, fazem parte dos bordos de fuga das asas e da empenagem, com a finalidade de controlar o vôo do avião.