domingo, 25 de setembro de 2011

GPWS, uma segurança nas operações atuais



O GPWS (Ground Proximity Warning System) que em português significa Sistema de Alerta de Proximidade do Solo,é um sistema projetado para alertar os pilotos se a aeronave está na iminência de se chocar com o solo ou com algum obstáculo.

Este sistema foi criado depois de ter acontecido vários acidentes no final da década de 60 e início da década de 70 onde aeronaves em voo controlado, ou seja, aparentemente sem problemas e com a tripulação consciente, no entanto a aeronave entrava voando literalmente para o solo. Em inglês este tipo de acidente é denominado de CFIT (Control Flight Into Terrain), Isto fez com que as autoridades se preocupassem e iniciassem estudos para o desenvolvimento de algum sistema que evitasse estes tipos de acidentes. Os resultados destes estudos indicaram que muitos desses acidentes poderiam ter sido evitados se um dispositivo de alerta chamado GPWS fosse instalado a bordo .

O GPWS é um sistema de radar que mede a distância da aeronave até o chão. Ele tem um transmissor e um receptor na barriga da aeronave . O transmissor e receptor trabalham enviando e recebendo sinais e através desses sinais identificam as ameaças de colisão com o solo. Este sistema emite em tal situação alguns alarmes sonoros para os pilotos alertando-os do perigo de colisão com o solo como “Terrain, terrain “e Pull up, Pull up” orientando qual manobra a ser executada. Estes avisos são emitidos quando a aeronave não está configurada para pouso, ou seja, se ela estiver com trem de pouso em cima e sem os flapes acionados .

O GPWS recebe informação de várias fontes como os altímetros, ILS, Glide Slope , posição do flape e interpreta e analisa os dados para verificar se há risco de colisão com o solo. Se houver risco de colisão a CPU do GPWS começa a gerar os avisos para a tripulação. Se a aeronave estiver abaixo de 2500 pés e tiver uma razão excessiva de descida uma luz de aviso acende(GPWS) e o áudio de “ Sink rate” ( Taxa de afundamento) também será ouvido.

Nenhum comentário: