quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Educação continuada para o profissional de manutenção aeronáutica

Aqui no Brasil há décadas a formação de mecânicos de manutenção aeronáutica é focada em fornecer os conhecimentos técnicos básicos necessários para que uma pessoa possa desempenhar atividades ligadas a manutenção de forma segura. Depois que o aluno termina o curso de formação em uma das especialidades (GMP, Célula ou Avionicos) , ele está habilitado a prestar exame teórico junto à ANAC ( Agência Nacional de Aviação Civil) e, se aprovado,tendo que atingir pelo menos 70% de aproveitamento, ele já pode trabalhar como auxiliar de mecânico em empresa homologada. Após 3 anos de experiência na atividade de manutenção ele poderá prestar um exame prático, aplicado pela ANAC ou por examinador credenciado pela ANAC em empresas aéreas ou de manutenção e, se aprovado, terá direito ao CHT ( certificado de habilitação técnica) que é a credencial para poder exercer a profissão de mecânico de manutenção aeronáutica. Mas e depois? O que se prevê para estes profissionais em relação a treinamento ou educação continuada?No Brasil não há uma regra muito clara a este respeito em relação ao profissional de manutenção aeronáutica. O treinamento continuado fica a cargo das empresas que empregam a mão-de-obra, mas caso a empresa não ofereça esta modalidade de treinamento o que o profissional poderá fazer? Não poderá fazer nada , pois não existe ainda uma visão por parte das escolas de formação da necessidade de se atender a esta exigência do mercado atual. Raramente encontramos escolas que ofereçam cursos de educação continuada para mecânicos de manutenção. A maioria delas continuam como a décadas atrás oferecendo somente os cursos de formação. Hoje o processo de evolução das tecnologias e conceitos técnicos mudam a todo instante e os profissionais da área de aviação precisam estar atualizados com o mercado ecom as legislações pertinentes a estes. Quem trabalha em grandes companhias aéreas ou em empresas de manutenção aeronáutica de grande porte geralmente recebem estes tipos de treinamento , mas aqueles que trabalham em pequenas empresas e até os que estão fora do mercado de trabalho (desempregados)como conseguirão se atualizar se não há cursos oferecidos nas escolas ? É hora das isntituições de ensino acordarem para esta realidade e para esta fatia do mercado.

Um comentário:

AeroManiacos disse...

Parabens!!!

Otimo conteudo!