Simulados para a ANAC

Para aqueles que pretendem realizar estudos extras para preparação às provas da ANAC , indico uma visita ao blog do meu amigo Heinz http://hangardoheinz.blogspot.com/, pois há uma seção só de questões (simulados).

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Saguão de aeroporto


Olhando as pessoas no saguão de um aeroporto instantes que antecedem ao embarque, notamos que cada um transmite uma mensagem em suas fisionomias. Algumas pessoas estão sorridentes como se estivessem sentindo imensa felicidade jamais sentida antes. Outras estão tensas, preocupadas como se estivessem prestes a encontrar algo abominável. Outras choram abraçadas a amigos e parentes talvez querendo dizer que estão felizes , mas tristes ao mesmo tempo. São inúmeros os sentimentos que são gerados e transmitidos por essas pessoas. A única certeza que há é que aquelas pessoas estão sentindo forte emoções que antecedem um vôo e que elas irão experimentar as sensações que ele proporciona ao ser humano.

Algumas pessoas que estão ali naquele momento já são bastante experientes e parecem nem estar ligando para as outras pessoas ao seu redor, já voaram muitas milhas e não demonstram sentir nenhuma sensação, mas é só aparência, pois no fundo no fundo, a cada vôo, há uma emoção diferente.

Há aqueles que estão ali pela primeira vez e que sentem medo,alegria, desconfiança, mas que desejam sentir a magia de voar. Tem aqueles também que já voaram outras vezes, mas que sempre se deleitam com o fascínio de poder estar voando mais uma vez. Na verdade a mística está em todo saguão de aeroporto todos os dias.

Do outro lado do portão de embarque está o elemento que causa todas essas sensações que é chamado de avião. Aquela máquina poderosa que faz aquilo que o homem sozinho não consegue fazer e sempre sonhou em fazer que é voar. Desafiando as leis da física o avião parece algo imponente. Como um objeto mais pesado do que o ar consegue voar com segurança? Esta é a pergunta feita constatemente por aqueles que ainda não conhecem o funcionamento de uma aeronave. Imagimem , toneladas se locomovendo pelo ar, é uma loucura ! Mas o homem com seu vasto conhecimento científico e com sua vocação para a intuição, conseguiu desenvolver uma máquina que voa e va com segurança . Apesar de todos os especialistas afirmarem que o avião é o meio de transporte mais seguro que existe,não dá para negar que as dúvidas sempre permanecerão na cabeça de muitos. Será que se não existissem essas incertezas o vôo seria tão fascinante como é ? Tem que haver aquela "pontinha de medo"que faz parte de quando enfrentamos desafios, pois é próprio do homem a adrenalina em situações desafiadoras.

Voltando a falar daqueles que estão no saguão do aeroporto eu me pergunto: porque a vida passa como um filme na cabeça das pessoa naquele momento? Será que é por causa das incertezas que envolvem aquela esfera do vôo? Será que é pelo medo de desafios?Será que é porque não acreditamos que chegaremos ao final da viagem ?Será que é porque estaremos mais "próximos" de Deus que está no "céu". Não consigo afirmar o que seja, mas digo que é muito interessante a espera no embarque em um aeroporto, pois sempre aprenderemos algo para as nossas vidas , pois nossos pensamentos também voam.
Foto : Saguão do aeroporto d Atlanta E.U.A www.baixaki.com.br

segunda-feira, 27 de julho de 2009

TAP , a história continua.


Continuamos com a história da TAP e agora falaremos do período da década de 70 até os dias atuais.

1970- É fundada a Airbus Industries em Toulouse, França, numa tentativa , que seria bem sucedida, de contrariar a hegemonia da norte-americana Boeing. No início desta década a TAP recebe vários prêmios e inclui Boston à linha de N. Iorque.


1971-O tráfego aéreo mundial aumenta de tal maneira que há a necessidade de colocar em serviço aviões de grande porte,como o L 1011Tristar, o DC-10 e o Airbus A300B. Nesse ano a TAP transfere suas instalações para aeroporto de Lisboa e são inuguradas as oficins no Hangar 6. Inicia-se a linha de Montreal e as ligações entre Lisboa para Ponta Delgada e Terceira ( Açores).

1975- A TAP transforma-se em empresa pública pelo Decreto-Lei 205, de 1975, ano em que recebe o 1º dos oito aviões B727.

1979- É implemetado um programa de modernização da empresa,que altera também a sua designação para TAP Air Portugal. A Companhia inicia o serviço computadorizado de reservas de espaço para cargas ( CARGOMATIC).

1980- A TAP introduz uma nova imagem ( uniformes, logotipo e pintura de aviões) e prolonga a linha de Milão para Roma, abre a linha Lisboa- Barcelona e assin o 1º protocolo com a Ibéria.

1984- Pela 1ª vez a TAP transporta mais de 2 milhões de passageirosem um único ano.

1985- A empresa inugura seu museu e a linha Lisboa-Caracas.

1988- É introduzido na companhia um sistema automático de cálculo de tarifas e emissão de bilhetes, ano em que a empresa se torna a 1ª companhia aérea a estabelecer ligações terra-ar via satélite. É realizado também o primeiro curso de pilotos da TAP inteiramente em Portugal.

1989- Chegam os Airbus A310-300 e são encomendados os A340. Chegam igualmente os primeiros B737-300 e é instalado o simulador do B737 .

1990- Novo record de transporte de passageiros: A TAP transporta mais de 3 milhões.

1996- Sempre atenta à evolução tecnológica e às necessidades dos portugueses, que aderem em massa a internet, quase meio milhão já utilizavam regurlmente em 1997, a TAP cria seu website.

1998-A TAP torna-se membro fundador do Qualifyer Group, aumena sua malha para o Brasil, vê a Federal Aviation Administration (FAA-USA) renovar a certificação de sua unidade de Manuteção e Engenharia como Repair Station.

2001- As dificuldades financeiras da Swissair forçam-na a desistir da compra de 34% do capital da TAP. A sua unidade de Manutenção e Engenharia é certificada pelo DAC ( Brasil) e recertifcada pela FAA.

2003- A Airbus atribuiu à empresa dois prêmios: o de maior utilização mundial da frota A310 e de excelência operacional desta frota.

2005-Em 1º de Feveiro é aprestada a nova imagem que integra um novo logotipo, o quinto desde sua fundação em 1945. Em março passa a integrar a Star Alliance .

2006- Em Janeiro a TAP assume o controle da VEM ( Varig Manutenção e Engenharia), o maior centro de manutenção a américa do sul.

2007- A TAP é considerada a décima empresa aérea mais segura do mundo pela edição japonesa da NewsWeek. Em 11 de abril, a TAP passa a deter 90% do capital da VEM. Em junho , o presidente da empresa , Fernando Pinto, é nomeado presidente da IATA, em assembléia geral, em Vancouver.

2008/2009- A TAP cria a TAP Mautenção e Engenharia Brasil S.A com duas unidades , uma em Porto Alegre e outra no Rio de Janeiro , que juntamente com a TAP Manutenção e Engenharia Lisboa se tornou uma das maiores empresas de manutenção do mundo.

domingo, 26 de julho de 2009

Biocombustíveis na Aviação Civil



Em breve poderemos ter a mistura de biocombustíveis ao querosene de aviação ( QAV) visando a redução de emissão de gases poluentes. Segundo especialistas do setor , ainda é cedo para se dizer que os biocombustíveis poderão substituir totalmente o QAV como acontece com a gasolina nos automóveis, mas a mistura sem dúvida é o caminho mais curto para a redução de poluentes no setor de aviação.

Em novembro haverá uma conferência da ICAO na cidade do Rio de Janeiro com o objetivo de discutir medidas que serão apresentadas na conferência ambiental que acontecerá em dezembro na cidade de Compenhague, na Dinamarca.

Este tema deverá ser ainda muito abordado nos anos que se seguem, pois sem dúvida é um meio de reduzir a emissão de gases poluentes e preservar o meio ambiente. Na europa já existem regras rígidas para o setor de aviação nesse sentido. O Brasil com a tecnologia desenvolvida para biocombustíveis, se torna um representante importante no cenário mundial. A tecnologia desenvolvida para o álcool como combustível coloca o nosso país como uma potência nos estudos referentes a essa área. O progresso da humanidade não pode colocar em risco o meio ambiente e todas as áreas tecnológicas deverão se esforçar para conseguir novas maneiras de se obter energia sem causar danos ao planeta.

Na Feira Nacional de Aviação Civil , que está ocorrendo no Rio de Janeiro, tem a exposição do 1º avião movido a álcool que é um modelo Ipanema construido pela Embraer ( Veja foto acima).

sexta-feira, 24 de julho de 2009

História da TAP Portugal

A TAP é uma empresa portuguesa que se tornou forte no cenário mundial da aviação civil e aos poucos vem se fortalecendo no mercado brasileiro. Hoje é uma das empresas estrangeiras com maior frequência de vôos diários para vários pontos do Brasil e, já possui uma unidade e negócio na área de manutenção aeronáutica aqui o país. Recentemente adquiriu a VEM , empresa criada pela VARIG para a realização de manutenção em aeronaves. Hoje essa empresa de manutenção é a maior da américa do sul e junto com a TAP M & E de Lisboa se tornou uma das maiores do mundo.

A partir de hoje contaremos um pouco da história dessa empresa que, para nós brasileiros,ainda não nos é tão familiar, mas que sem dúvida trás um história de sucesso.

A TAP foi ciada em 14 de março de 1945 pelo Diretor do Secretariado da Aeronáutica Civil de Portugal, Humberto Delgado. Nessa data foi fundada a seção de transportes aéreos sob designação de Transportes Aéreos Portugueses. Ainda nesse ano a TAP adquire os seus primeiros aviões DC-3 Dakota com 21 lugares e admite a pioneira das comissárias de vôo, Maria de Lurdes Martins Owen.

1946- É inaugurado aos 19 dias de setembro a linha Lisboa-Madrid. Em 31 dedezembro é inaugurada a "Linha Imperial" (Lisboa-Luanda-Lourenço Marques) com 12 escalas e 15 dias de duração ( ida e volta). Com 24540 km, é a mais extensa linha a nível mundial operada com um DC-3.

1953- A TAP passa de serviço público a sociedade anônima de responsabilidade limitada, com capitais mistos, mas com a maioria do Estado Português.

1955- Chega`a TAP o quadrimotor de longo alcance, o Lockheed 1049 Super Constellation, que começa a operar a linha para a África. Nesse mesmo ano, com um DC 4, realiza uma viagem experimental ao Rio de Janeiro.

1958- O último dos oito Dc-3 Dakota é retirado de serviço e a TAP inicia estudos para transição com operações de aviões a jato, que seria uma realidade na década de 60.

1960- A TAP inaugura o " Vôo da Amizade"entre Lisboa e Rio de Janeiro, destinado a portugueses e brasileiros com tarifas a menos da metade do preço normal da época para essa rota. Nessa década a TAP continua a crescer e inaugura novas linhas como : Frankfurt-1963,Genebra-1965 , Faro-1965.

1964-É inaugurado o aeroporto de Santa Catarina, no Funchal-Ilha da Madeira e a TAP inicia a operação regular Lisboa-Sal-Bissau e inaugura também a linha Lisboa-Funchal. Nesse ano a TAP atinge 1 milhão de passageiros transportados desde o início de sua operação.

A História continua na próxima edição.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Feira de Aviação Civil no Rio de Janeiro



A Feira Nacional de Aviação Civil que será realizada nos próximos dias 24,25 e 26 de julho, no aeroporto Santos Dumont, Rio de Janeiro, promete ser um evento que marcará uma nova era da aviação no nosso estado. Teremos a participação das maiores companhias aéreas brasileiras e de muitas outras empresas que atuam nessa área em nosso país. Será um momento muito importante para a divulgação dos trabalhos que estão sendo feitos pelas autoridades e pelas empresas de aviação para a melhoria contínua e o desenvolvimento desta atividade. Também será uma boa oportunidade para aqueles que curtem a aviação , mas que não tem muito contato com este meio, estarem ao lado das maravilhosas máquinas voadoras.

O dia 24 é reservado a abertura do evento com os convidados e os dias 25 e 26 serão abertos ao público.

Não deixem de comparecer a este evento, pois somente participando é que poderemos fazer com que outros grandes eventos venham para cá. Nossa cidade merece.

Detalhes da programação poderão ser obtidos acessando o site :

www.feiradeaviacaocivil.com.br

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Quem trabalha para um Vôo seguro ?

Ao embarcar em uma aeronave, que está estacionada no “gate “ de um aeroporto, muitas pessoas pisam aquele “santuário” pela primeira vez e se emocionam. Algumas sentem um friozinho na barriga e uma série de incertezas tais como : “Será que isto aqui é seguro?” “Como pode uma coisa dessas voar?” “ Meus Deus! Será que o piloto é um cara tranqüilo?” E quase sempre as dúvidas as acompanham por todo o Vôo e só são respondidas, em parte, quando se alcança o destino em outro aeroporto. Nós humanos gostamos de desafios e mesmo que tenhamos medo de voar queremos um dia sentir esse prazer. Nem todas as pessoas vencem esse medo e nem todas conseguirão voar um dia, já que voar, apesar de tantas promoções de passagens no mercado hoje em dia , ainda não é para todos. Mas uma coisa é certa: em 90% das vezes ou dos passageiros que embarcam em uma aeronave a lembrança em um profissional da manutenção aeronáutica não vem em primeiro lugar. Sempre o que vem a cabeça das pessoas é a segurança relacionada ao vôo com o piloto da aeronave. Para muitos, ainda o mais importante é o piloto. Claro que sem um profissional bem qualificado como o piloto a segurança de um vôo vai ficar comprometida sim, mas não é só a figura do piloto que é responsável por um vôo seguro. Por trás dessa figura há um cabedal de outros profissionais que atuam para que o vôo possa ser um vôo perfeito e seguro. Um desses profissionais é o mecânico de manutenção aeronáutica , que também deverá ser bem qualificado para poder atuar e garantir ao piloto que a aeronave esteja em perfeitas condições para o vôo. Quando o passageiro se senta confortavelmente em sua poltrona , acende a sua luz de leitura, efetua uma chamada de comissários, sente a cabine com uma temperatura agradável , escuta os motores entrando em operação, sente a leveza dos movimentos da aeronave no taxiar na pista, tudo isso é possível somente graças a uma boa manutenção. E quem efetua essa manutenção? O mecânico aeronáutico, que muitas vezes é relegado a segundo plano nesse nosso sistema de aviação. Afirmo aqui que todos os profissionais que trabalham envolvidos na liberação de um vôo e na condução dele até o seu destino são responsáveis pela segurança do mesmo e ninguém pode ser considerado como o mais importante. Todos são importantes e todos podem cometer falhas que comprometerão essa segurança. Por isso, quando alguém estiver em um aeroporto para embarcar lembre que há mais profissionais na aviação do que somente os pilotos. Os pilotos são aqueles que durante o vôo irão guiar a aeronave em segurança, mas se alguém do sistema de aviação tiver falhado em algum momento, os pilotos terão trabalho dobrado para conseguir alcançar seu destino em plena segurança.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Lei 11.962 Transferência para o Exterior



Foi publicada no Diário Oficial desta semana a Lei nº 11.962, de 3 de julho de 2009, que altera o artigo 1º da Lei nº 7.604, de 6 de dezembro de 1982, e que entrou em vigor na última segunda-feira (6).Havia uma lei já desde 1982 que tratava deste assunto , mas era restrita somente para empresas prestadoras de serviços de engenharia. Hoje com a Lei publicada no dia 03 de julho passa a valer para qualquer setor da economia brasileira.

Para o professor de Direito Constitucional da UnB (Universidade de Brasília), Paulo Blair, a lei protege o trabalhador transferido para o exterior e sempre existiu, mas só na teoria. Na prática, nem mesmo as empresas de engenharia, obrigadas a obedecer às regras de forma clara, no texto da Lei nº 7.604, respeitavam esses direitos.


A lei brasileira protege o trabalhador brasileiro que vai morar em países cujo padrão de vida, na maioria das vezes, é mais alto do que no Brasil, sendo uma "medida excelente", na opinião de Blair. "Por que alguém deveria ir para fora para viver em condições inferiores?", questiona. "Não queremos ser um País que exporta talentos a preço de banana, para que seja gerada riqueza em outro país. Não queremos ser exportadores de mão-de-obra barata", acrescenta.

Sobre a lei abrange profissionais que ficarão no exterior por um período superior a 90 dias e que:


*Tenham sido cedidos à empresa sediada no exterior, desde que mantido o vínculo trabalhista com o empregador brasileiro;


* Ou que tenham sido removidos para o exterior, com um contrato que estava sendo executado no território brasileiro;


* Ou que tenham sido contratados por empresa sediada no Brasil para trabalhar a seu serviço no exterior.



O trabalhador de aviação deve tomar ciência desta nova regra, pois muitos são os casos de funcionários que são transferidos para outros países e desconhecem seus direitos.



Melhores detalhes acessar o site : http://www.administradores.com.br/noticias/lei_publicada_preve_beneficios_ao_profissional_transferido_para_o_exterior/24507

domingo, 12 de julho de 2009

Emissão de CO2 no Setor da Aviação


Uma publicação recente de legislação da União Europeia (UE) requer que as companhias de aviação monitorem e reportem dados verificados nas emissões de CO2 originadas pelas atividades de aviação em voos Internos da UE e em todos os voos que entrem ou saiam da Europa. Esta Regulamentação Europeia (Directiva 2008/101/CE) é uma adição ao Sistema Europeu de Comércio de Licenças de Emissão de CO2 (CELE) que se encontra em vigor desde 2005.

A Lloyd’s Register Quality Assurance (LRQA), uma organização criada para assistir no cumprimento destas obrigações será a responsável por essa verificação. Os verificadores de emissões de CO2 no LRQA Aviation Centre fizeram parte do consórcio que desenvolveu as linhas de orientação para monitorização, relatório e verificação de CELE no setor de aviação para a Comissão Europeia.Já foram realizados os primeiros diagnósticos de análises de falhas a companhias aéreas de referência, com o objetivo de assistir na redução do risco de não conformidades antes das verificações formais que ocorrerão em 2010.Esta preocupação com a emissão de CO2 já não é de agora, mas atitudes como esta da União Européia em relação a aviação são muito importantes para a preservação do meio ambiente e para o desenvolvimento de novas políticas no que se refere a este tema em outras regiões do planeta. Com estas medidas, os fabricantes de aeronaves terão que se adequar as novas regras para desenvolver projetos de aeronaves que reduzam cada vez mais a emissão de CO2 na atmosfera. Isto será benéfico para todos.


Fonte: http://www.qualidadeonline.com/

domingo, 5 de julho de 2009

Feira de aviação no Rio de Janeiro


De 24 a 26 de julho será realizada no Aeroporto Santos Dumont , no Rio de Janeiro , a Feira Nacional de aviação. Esta Feira será palco de visita guiada de mais de 1 mil estudantes da rede pública e também de escolas privadas. A cerimônia de abertura da Feira será no dia 24 de julho pela manhã. O Governador do Estado do Rio e o Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro estão entre os convidados. Vale a pena dar uma conferida neste evento que trará grandes novidades para todos nós.
Para melhores informações visitem o site: http://www.feiradeaviacaocivil.com.br/visitantes.php

Consulta Online Empresas de Manutenção

Proprietários e operadores de aeronaves agora podem consultar na Internet todas as oficinas de manutenção aeronáutica certificadas pela ANAC: são 458 no Brasil e 89 em outros países. A consulta online facilita a identificação das oficinas autorizadas pelo órgão regulador, com todos os meios de contato, além da descrição dos tipos de serviço e modelos de aeronaves atendidos em cada uma delas. Já os proprietários das oficinas também ganham mais agilidade para acompanhar o andamento de seus processos de autorização que tramitam na Agência. Para a consulta no site da ANAC na Internet basta digitar o número de protocolo da entrada do documento na ANAC.
Esta ferramenta irá agilizar não só o processo de consulta como também fomentará o mercado de manutenção aeronáutica no país, pois os proprietários de aeronaves terão em seu computador todas as informações necessárias para escolher qual a melhor oficina que atenderá suas necessidades. Vejo nessa ação da ANAC uma grande oportunidade para a geração de negócios das empresas de manutenção no Brasil.

Crescimento da Aviação Civil no Brasil

No ultimo dia 02 de julho a ANAC divulgou a informação de que a frota aérea registrada no Brasil encerrou o primeiro semestre de 2009 com um total de 12.178 aeronaves. Comparado ao número registrado há uma década, de 10.274 aeronaves em dezembro de 1999, o crescimento foi de 18,5%. Os dados são do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), administrado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e incluem desde os jatos das grandes companhias aéreas, os aviões e helicópteros particulares, táxi-aéreo, as aeronaves usadas na agricultura, em escolas de aviação, em reportagens e vários outros usos, até mesmo balões e um dirigível.

Se considerados apenas os helicópteros o aumento foi ainda mais significativo: já são 1.255 helicópteros no País, 59% a mais do que em dezembro de 1999. A frota das companhias aéreas que fazem transporte regular de passageiros e carga passou de 435 para 554 aeronaves neste mesmo período, um aumento de 27%.
Os números consideram a quantidade de registros, mas, como é natural, muitas das aeronaves deixaram de ser utilizadas e outras novas foram incorporadas à frota brasileira.
O Registro Aeronáutico Brasileiro também identifica os Estados com o maior número de aeronaves registradas, embora isso represente somente o local de cadastro e não a área de operação de uma aeronave. O Estado de São Paulo lidera esse ranking, com 3.641 aeronaves até 30 de junho deste ano. Em segundo lugar vem Mato Grosso (941), Minas Gerais (911), Rio Grande do Sul (891), Rio de Janeiro (818), Goiás (753), Paraná (718), Pará (715), Mato Grosso do Sul (540) e o Distrito Federal (281).
Esta informação nos traz algumas esperanças para o cenário atual, pois apesar de ser pouco tivemos algum crescimento . O período avaliado é de 10 anos e nesse interim aconteceu muita coisa com a aviação civil Brasileira. Durante esse período tivemos a quebra de grandes emprersas nacionais como a VASP, Transbrasil e Varig e apesar disso tivemos um aumento de 27% na frota das companhias aéreas que fazem vôo regular e que permanecem no mercado ou que surgiram recentemente. Isto nos dá esperanças de que a crise está passando e que se o Governo Brasileiro traçar uma política consistente para a aviação neste país em breve estaremos superando este crescimento em apenas meia década.
Fonte: Assessoria de Comunicação Social da ANAC
jornalismo@anac.gov.br