Simulados para a ANAC

Para aqueles que pretendem realizar estudos extras para preparação às provas da ANAC , indico uma visita ao blog do meu amigo Heinz http://hangardoheinz.blogspot.com/, pois há uma seção só de questões (simulados).

sábado, 13 de junho de 2009

Manutenção Aeronáutica

A manutenção aeronáutica é uma atividade que requer muito planejamento e conscientização dos profissionais quanto a sua realização. Este campo da aviação tem por obrigatoriedade dar condições seguras de trabalho aos seus profissionais e proporcionar-lhes os treinamentos necessários para o contínuo desenvolvimento e aprimoramento das técnicas utilizadas para a conservação das aeronaves e uma operação segura.

A manutenção aeronáutica se divide em 4 segmentos;

1-Manutenção Profunda e Modificações - inclui a manutenção profunda (heavy maintenance), incluindo os checks C e D, todo o espectro de modificações e revisões (upgrades) estruturais e de aviônicos, o cumprimento de boletins de serviço e de diretrizes de navegabilidade emitidas pelas autoridades aeronáuticas e fabricantes e a conversão de aeronaves de passageiros em cargueiros.

2-Manutenção de Linha - considerada toda a manutenção realizada no ponto de estacionamento das aeronaves sem recurso a desmontagens.

3-Manutenção de Motores - considerada como a manutenção realizada em motores uma vez removidos das aeronaves e enviados a entidades especializadas.

4-Manutenção de Componentes - considerada a manutenção de todos os componentes das aeronaves (exceptuando os motores) uma vez removidos destas e enviados a entidades especializadas. Nesta categoria incluem-se os componentes isoladamente e os conjuntos conforme removidos.

Este ramo de atividade vem crescendo pelo mundo a fora e já existem muitas empresas especializadas em manutenção de aeronaves. As grandes companhias aéreas possuem seus próprios parques de manutenção , mas a tendência e que elas optem por contratar empresas especializadas para a execução dos serviços ou mesmo descentralizarem essas instalações que possuem tornando-as uma unidade de negócios.

terça-feira, 9 de junho de 2009

O que é uma sonda de Pitot?




O tubo de pitot ou sonda de pitot (pitot probe) fornece pressão de ar de impacto através de uma abertura em sua parte anterior, para operação do velocímetro e do indicador de velocidade Mach (velocidade em relação ao som).
Os aviões que possuem instrumentação dupla lado-a-lado freqüentemente possuem um tubo de pitot separado para os instrumentos do lado do copiloto. Para uma operação mais precisa desses instrumentos os tubos de pitot são montados na área de perturbações mínimas de corrente aérea, paralelamente ao eixo longitudinal ou de avanço do avião. As localizações usuais são a seção do nariz ou o bordo de ataque da asa, ou do estabilizador vertical (conforme modelo de aeronave). Se não for possível encontrar uma área de ar relativamente não perturbado nessas regiões, a pressão de impacto poderá ser tomada de um tubo localizado á frente do avião chamado de “Boom” do sistema pitot-estático. O uso de um “boom”está normalmente associado com aviões de grande velocidade ou de teste.
Normalmente usa-se aquecimento nas instalações de tubos de pitot para evitar formação de gelo. Esse aquecimento deverá ser ligado toda vez que o avião for entrar em zona propícia a formação de gelo ou mesmo quando o vôo correr dentro de umidade visível. As aeronaves mais modernas já possuem dispositivos de aquecimento dos Pitot que entram automaticamente em funcionamento logo após a decolagem . Toda vez que que houver previsão de voar em tais condições, o sistema de aquecimento do pitot deverá ser testado antes da decolagem.

sábado, 6 de junho de 2009

Acidente AF447 .


No último dia 03 estava eu no aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim - Galeão, no Rio de Janeiro, poucos dias após ter ocorrido o acidente aéreo com o vôo da Air France , AF 447, realizado por uma aeronave Airbus A330-200, na mesma sala de embarque de onde partiram aquelas pessoas que estavam a bordo daquela aeronave. Estava eu a caminho de Porto Alegre em cumprimento de meu trabalho pela minha empresa, em mais um vôo pela Web jet , empresa esta aliás que muito me encanta pelo seu profissionalismo, e não posso negar que mesmo conhecendo bem uma aeronave, pois trabalho há anos com isso, naquele dia me sentia um pouco inseguro. Era uma mistura de angustia, depressão, apreensão e medo. Sentado na sala de embarque fiquei imaginando que aquelas pessoas que estavam naquele vôo da Air France também estavam alí dias atrás e com certeza tinham muitos sentimentos e pensamentos sobre aquela viagem, mas acredito que nenhum deles tinham a certeza do que iria acontecer.

Na aviação temos sempre a grande missão de garantir a seguraça de um vôo e todos os profissionais envolvidos com as operações aéreas sabem bem quais as suas responsabilidades. Ainda não sabemos ao certo as causas daquele acidente e não podemos nem conjecturar se foi falha humana ou falha mecânica ou ainda intempéries da região onde ocorreu o evento. O fato é que um acidente ocorreu e que a sensação de fragilidade humana fica cada vez mais evidente.Não sabemos o que pode acontecer daqui a um minuto.

Uma aeronave como o A330-200, que é top de linha, possui muitos recursos para evitar que um acidente venha ocorrer, mas aconteceu. Nada neste mundo é 100% seguro e isso fica claro para todos nós neste momento. O que importa é que por mais segurança que tentamos agregar a qualquer aparato tecnológico o homem sempre será a parte mais frágil e sofrerá as consequências de um acidente.

Continuo confiando na aviação como o meio mais seguro de transporte , mas acredito a cada dia que o futuro das pessoas sempre será incerto.

Meus sentimentos a todos os familiares e amigos das pessoas que estavam a bordo do AF 447.
Foto: Equipe de resgate no oceano Atlantico.