Simulados para a ANAC

Para aqueles que pretendem realizar estudos extras para preparação às provas da ANAC , indico uma visita ao blog do meu amigo Heinz http://hangardoheinz.blogspot.com/, pois há uma seção só de questões (simulados).

domingo, 26 de abril de 2009

Publicações de aviação civil no Brasil

No Brasil há muitas publicações sobre o tema aviação civil, mas ainda carecemos de material informativo de qualidade e de fácil acesso ao público em geral . Há excelentes trabalhos voltados para a nossa área de aviação que são trabalhos especializados , porém falta informação para aqueles que ainda não conhecem a aviação , mas que desejam fazer parte um dia dessa atividade . Felizmente existe um veículo de comunicação chamado REVISTA ASAS que une as informações técnicas e informações sobre o mundo aéreo que agradam ao público em geral . A edição 48 de ASAS , que já está nas bancas, traz como exemplo disto, uma matéria excelente sobre o ensino aeronáutico no Brasil , assunto que muitas pessoas querem saber , mas que não encontram facilmente. Esta matéria é muito esclarecedora e contém informações sobre os cursos de aviação existentes no Brasil. Vale a pena conferir.
Ah, a matéria referente a interceptação do avião da VARIG, em 1982, por um caça da força aérea Inglesa durante a guerra da Malvinas também está sensacional!

Certificação EASA para Mecânicos de Manutenção Aeronáutica - 2ª Parte

A emissão renovação, alteração, suspensão e revogação de licenças são emitidas pelas autoridades nomeadas em cada um dos 27 estados membro da Comunidade Européia. Essas autoridades competentes estabelecem os respectivos procedimentos documentados e uma estrutura organizacional.

Os exames para obtenção das licenças EASA são conduzidos pela autoridade competente e seguem regras rígidas que devem ser cumpridas pelos candidatos sob pena de sofrerem sanções. Vejam algumas regras instituídas pela EASA para realização de exames:


a) Todos os exames devem ter seus enunciados (questões) guardados em local seguro antes da realização do exame, por forma a assegurar que os candidatos não conheçam as perguntas específicas que farão parte do exame. A autoridade competente designará pessoas responsáveis pelo controle dos enunciados a utilizar em cada exame;


b) A autoridade competente designará examinadores que estarão presentes durante a realização dos exames , por forma a assegurar a sua integridade;


c) De 6 em 6 meses os enunciados dos exames deverão ser substituídos por novos enunciados;


d) Os candidatos deverão estar separados entre si de forma a não poderem ler os enunciados dos outros. Não poderão se comunicar com ninguém a não ser com o examinador;


e) Os candidatos que cometerem qualquer irregularidade serão impedidos de realizar qualquer exame durante um período de 12 meses a contar da data do exame em que foi detectada tal irregularidade.

sábado, 11 de abril de 2009

Certificação EASA para mecânicos de manutenção aeronáutica.

A União Européia criou um regulamento através do seu Parlamento para a garantia da segurança de vôo nos territórios dos países membros. O Regulamento (CE) nº 1592/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de julho de 2002, relativo a regras comuns no domínio da aviação civil criou a Agencia Européia para a Segurança da Aviação (EASA em Inglês).
O objetivo desse regulamento é estabelecer os requisitos técnicos e procedimentos administrativos comuns destinados a assegurar a manutenção da aeronavegabilidade das aeronaves, bem como de quaisquer componentes destinados a instalação nas mesmas. Desta forma, este regulamento determina um conjunto de regras a serem cumpridas por todos os envolvidos nas atividades de manutenção de aeronaves para a obtenção de certificações para atuação em aeronaves ou componentes.

Para a obtenção de licença de manutenção aeronáutica para aviões e helicópteros este regulamento , através de sua Part 66 Anexo III , estabelece as seguintes categorias para o pessoal de manutenção:

Categoria A ( Manutenção de Linha)
Categoria B1 (Manutenção line & base de sistemas do grupo Motopropulsor; Célula)
Categoria B2 ( Manutenção line & base do grupo aviônicos)
Categoria C ( Manutenção de base em todos os grupos)

As categorias A e B1 dividem-se em subcategorias que abarcam combinações de aviões, helicópteros, motores de turbina e motores de pistão. As subcategorias são:

A1 e B1.1 ( Aviões Turbina)
A2 e B1.2 ( Aviões Pistão)
A3 e B1.3 ( Helicópteros Turbina)
A4 e B1.4 ( helicópteros de Pistão)

Um curso de formação de mecânico de manutenção pelas regras da EASA deve ter uma carga horária mínima de 2400 horas. Aqui no Brasil a formação de mecânico segundo as exigências da ANAC é de somente 1100 horas.

No próximo artigo darei continuidade as informações sobre certificação EASA.