quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Novo Sistema de Controle da ANAC



Visando aumentar o controle e a fiscalização de aeronaves e tripulantes e no intuito de manter as condições de voo no Brasil em um nível elevado de segurança , a ANAC, a partir de maio de 2009, implantará nos aeroportos públicos um sistema informatizado, já batizado de “Decolagem Certa”, que inibirá a decolagem de aeronaves em situação irregular incluindo suas tripulações.
Este programa foi desenvolvido pela ANAC e permite verificar no momento da liberação do plano de voo toda a documentação obrigatória para pilotos e aeronaves. Se encontrada alguma irregularidade o comandante será notificado e será orientado a corrigir a situação junto à Agência Nacional de Aviação Civil. O “Decolagem Certa” já vem funcionando em caráter experimental nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Campo de Marte em São Paulo.
É o Brasil voltando a se preocupar com a segurança da sua aviação.

Parabéns à ANAC por essa iniciativa.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Empresas de Manutenção de Aeronaves



Tal qual uma empresa aérea as empresas de manutenção aeronáutica também têm que ser certificadas pela autoridade de aviação civil para que possam realizar serviços em aeronaves. Nenhuma empresa poderá efetuar trabalhos de manutenção em aeronaves se não possuir tal certificação. No Brasil quem é responsável pela emissão das certificações é a ANAC ( Agência Nacional de Aviação Civil ) , que através do RBHA 145 ( Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica -145), estabelece os requisitos a serem cumpridos pelas empresas para a obtenção do CHE ( Certificado de Homologação de Empresa). Vários itens são exigidos para que se possa autorizar os serviços de manutenção aeronáutica como, por exemplo, qualificação do pessoal, instalações, ferramental, elaboração do Manual de Procedimentos de Inspeção ( MPI), que é o manual onde será descrita a organização da empresa, as instalações , critérios para qualificação do pessoal autorizado a liberar serviços de manutenção em aeronaves ( inspetores) e todas as informações sobre como a empresa atuará na área de manutenção dentro dos critérios estabelecidos no RBHA 145 e RBHA 43.
Em nosso país existe várias empresas homologadas para manutenção aeronáutica e algumas delas são reconhecidas internacionalmente como a VEM-Manutenção e Engenharia , uma empresa que atualmente faz parte do Grupo TAP Portugal, mas que teve sua origem na VARIG, a DIGEX, o Centro de Manutenção da TAM e outras. A VEM possui o maior complexo de manutenção aeronáutica da América do Sul, e tem suas instalações em Porto Alegre e no Rio de Janeiro onde atende às frotas Boeing, Airbus e Embraer.
Este mercado de manutenção tende a crescer cada vez mais, porém ainda carece de um maior incentivo por parte da política econômica brasileira que ainda não percebeu que este ramo pode proporcionar um grande incremento na balança comercial com a exportação da prestação de serviços.

sábado, 17 de janeiro de 2009

Pouso nas águas do Rio Hudson


Um avião Airbus A-320, da US Airways, caiu no rio Hudson, em Nova York, nos Estados Unidos, cinco minutos depois de decolar, no último dia 14. Na aeronave haviam 155 pessoas a bordo e cinco tripulantes e não houve fatalidades. Muitas pessoas se machucaram e outras tiveram hipotermia devido o contato com as águas geladas do rio.
O Vôo 1549 decolou do aeroporto de La Guardia ( N York) com destino a Charlote ( Carolina do Norte) e caiu cerca de 5 minutos após a decolagem.
Pelo que indicam as notícias sobre este acidente, ele pode ter ocorrido devido a ingestão de pássaros pelos motores da aeronave , algo que vem causando grande preocupação das autoridades mundiais em relação a segurança de vôo. Estas aves muito próximas aos aeroportos já causaram transtornos e prejuízos enormes a aviação.Porém, ainda não há um laudo oficial sobre o acidente. O evento pode ter sido causado também por ingestão de gelo, pois essa época do ano nos E.U.A ainda faz muito frio e com baixas temperaturas e umidade no ar a formação de gelo pode ter ocorrido em alguma parte da aeronave ,se desprendido durante o vôo e ingerido pelos motores causando a explosão nas duas turbinas.
De qualquer forma, temos que elogiar a perícia do piloto e co-piloto que conseguiram fazer a aeronave pousar em condições que causasse o menor dano possível a todos que faziam parte do vôo 1549.
Ao contrário do que muitos possam imaginar existem procedimentos de emergência para pouso na água ( ditching) que são treinados pela tripulação em simuladores de vôo. Toda aeronave é capaz de fazer um pouso de emergência na água com segurança. Claro que não é uma condição muito fácil , mas é prevista pelo fabricante da aeronave. Cada tipo de aeronave tem um tempo de flutuabilidade e se todos os procedimetos para pouso na água forem efetuados corretamente a aeronave poderá ficar flutuando até 30 minutos (dependendo do modelo) .
Parabéns a toda tripulação pelo profissionalismo e técnica e parabéns aos passageiros que resistiram de forma heróica ao frio das águas do rio Hudson.
Obs : foto do site http://www.bol.uol.com.br/

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Uma visão mineira de futuro.

Minas Gerais sempre esteve presente nos grandes acontecimentos deste país, tanto no campo econômico como no político e contribuiu para o progresso desta nação. Nos dias atuais vem demonstrando mais uma vez que seu instinto de inovação, apesar do tradicionalismo de seu povo, está aflorado. Com uma visão de futuro, o governador Aécio Neves juntamente com o presidente da empresa Gol, Constantino de Oliveira Junior, assinaram em junho de 2008 um protocolo de intenções para a expansão do Centro de Manutenção de Aeronaves daquela empresa, que está localizado no aeroporto internacional Tancredo Neves (Confins). Esta iniciativa visa o desenvolvimento e o estímulo para o crescimento deste setor nessa região e atrairá grandes investimentos na área de aviação civil. Espera-se que com essa expansão haja a geração de pelo menos 600 empregos diretos e 500 indiretos.
Foi assinado também um convênio entre as secretarias de desenvolvimento econômico, educação e da ciência e tecnologia para a preparação de profissionais de nível técnico e de cursos superiores na área de tecnólogos em manutenção de aeronaves. Essa iniciativa dá novo ânimo para todos nós e renova a esperança de que 2009 será um ano bem melhor para a aviação civil. Outra notícia boa é a baixa do preço do querosene de aviação que pode chegar aos 35% de redução em seu preço final devido a queda do preço do petróleo no mercado internacional. Isto pode fazer com que haja um incremento nos lucros das companhias aéreas resultando em um maior investimento por parte das mesmas em aquisições de novas aeronaves o que fomentaria o mercado de manutenção aeronáutica de nosso país.
Que 2009 possa trazer muitas outras notícias boas para a aviação civil brasileira

Feliz Ano Novo para todos.