Simulados para a ANAC

Para aqueles que pretendem realizar estudos extras para preparação às provas da ANAC , indico uma visita ao blog do meu amigo Heinz http://hangardoheinz.blogspot.com/, pois há uma seção só de questões (simulados).

sábado, 29 de novembro de 2008

Procedimentos para degelo de aeronaves

Nesta época do ano em que a temperatura aqui no Brasil começa a se elevar a preocupação com o frio quase não há, não é mesmo ? Mas como todos sabem no hemisfério norte o frio já começa a dar os "ares" de sua graça.


Para os pilotos brasileiros que fazem vôos internacionais para essa região há uma preocupação especial com esse frio, pois a baixas temperaturas e com uma certa umidade do ar a formação de gelo nas superfícies das aeronaves ocorre com muita facilidade. Durante o Vôo a aeronave possui um sistema de proteção contra a formação de gelo nas superfícies críticas ( bordo de ataque das asas e estabilizadores) e na entrada de ar do motor que proporcionam um vôo seguro e sem maiores complicações. Mas quando a aeronave está no solo, em um aeroporto sob condições meteorológicas adversas, a formação de gelo sobre as asas e no estabilizador é bastante comum e os sistemas de anti-icing ( anti gelo) da aeronave, que a protegem durante o vôo, não podem ser acionados em solo , pois dependem de suprimento de ar quente extraídos dos motores e, nem sempre, a aeronave pode estar com os motores acionados no solo . Existe também a intolerância dos dutos por onde passa esse ar quente ( altíssima temperatura) que podem ser danificados ( já que em vôo o ar de impacto proporciona a troca de calor necesária para manter esses dutos em uma temperatura que não sejam danificados). Para resolver esse problema então, os aeroportos possuem equipes que fazem o degelo das aeronaves quando ocorre o congelamento das superfícies. Essas equipes geralmente são compostas por membros da manutenção de aeronaves que aplicam fluidos a base de alcool ( etileno glicol) com equipamentos especiais e removem o gelo. Há fluidos que são aplicados sobre a aeronave para evitar o recongelamento proporcionando assim uma operação segura durante a decolagem da aeronave.


O tempo de proteção proporcionado pelos fluidos anticongelantes é chamado de HOLD OVER TIME ( HOT). O HOT varia de fluido para fluido , do tipo de mistura (fluido + água) e da temperatura ambiente.


Existem três tipos de fluidos que são o tipo I , tipo II e o tipo IV. O tipo I é usado somente para remover o gelo das superfícies da aeronave e não é eficaz para evitar uma nova formação de gelo. O tipo II e IV tanto são utilizados para degelar quanto para evitar a formação de gelo por um detrminado período . Esses fluidos podem ser utilizados em sua forma pura ou misturados com água aquecida a uma temperatura de 60° C em uma proporção de no máximo 50 por 50 (50% água e 50% fluido) . Normalmente usa-se a proporção 30-70 ( 30% de água e 70 % de fluido).


O Fluido deve proporcionar um HOT que cubra toda a operação da aeronave no solo até a sua decolagem. A formação de gelo sobre as asas e estabilizadores altera o perfil aerodinâmico dessas superfícies trazendo bastante transtornos para a tripulção durante a decolagem e podendo até ocasionar acidentes , pois a perda de sustentação da aeronave nesses casos é inevitável.




domingo, 16 de novembro de 2008

Regulamentos Aeronáuticos e a Segurança de Vôo.

Na aviação nada é feito , nenhuma atitude deve ser tomada sem antes existir um procedimento para tal. Como já devem ter ouvido dizer, o avião é o meio de transporte mais seguro que existe.Para se manter essa segurança em alto nível é necessário que normas sejam seguidas rigorosamente e que haja uma fiscalização dura por parte das autoridades aeronáuticas na veririfcação da execução dessas normas.
Cada país possui uma autoridade aeronáutica responsável por legislar em seu território sobre assuntos referentes a aviação. No caso do Brasil temos a ANAC ( Agência Nacional de Aviação civil) que regulamenta o transporte aéreo dentro do território nacional e estabelece normas para a manutenção da segurança de vôo. Todas as empresas que operam no Brasil, inclusive as estrangeiras , devem seguir as regras da ANAC. Nos Estados Unidos da América a autoridade máxima é o FAA , na Europa (Comunidade européia) a EASA , na Argentina o DNA, no Uruguai o DGAC e assim por diante. Porém existe uma autoridade responsável pela aviação a nível mundial que é a ICAO ( International Civil Aviation Organization) ou em português OACI.Esta autoridade está ligada a ONU e é quem determina as orientações gerais e padronizadas para a aviação. É a fonte de consulta de todas as autoridades locais para estabelecimento de normas de segurança.
No Brasil , através da ANAC temos o regulamento estabelecido para as certificações e homologações das mais distintas atividades aéreas. Este regulamento é denomindo RBHA (Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica). Existe um RBHA específico para cada assunto como por exemplo: Manutenção de aeronaves -RBHA 145 , Homologação de empresas de transporte aéreo -RBHA121 , Empresas de Taxi aéreo - RBHA 135 , regulamentação da profissão de mecânico de manutenção e despachantes operacionais de vôo - RBHA 65 e etc. Em cada um desses regulamentos estão estabelecidas as regras gerais para a manutenção da segurança na aviação.
Para que o nível de segurança da aviação brasileira permaneça elevado é de suma importância que a autoridade aeronáutica cumpra seu papel de órgão fiscalizador e, que as empresas, tenham a cosciência da responsabilidade que é atribuída a cada uma. Além disso, os profissionais de cada área também devem saber quais são as suas responsabilidades , não fugir delas e sempre questionar quando algo está sendo feito fora do que é estabelecido nos regulamentos. Hoje, um profissional de aviação não pode só ficar confinado ás atividades técnicas, mas tem que saber alguma coisa sobre legislação aeronáutica.
A segurança de vôo é de responsabilidade de todos os envolvidos no sistema de aviação civil.

domingo, 9 de novembro de 2008

Barack Obama e os novos tempos.

Barack Obama venceu !
Com ele surgem as esperanças de algo novo no cenário da política internacional. Todos estão confiantes em uma nova conduta dos Estados Unidos da América nas relações internacionais tornando-se um país mais flexível nas negociações e na preocupação com os problemas dos países subdesenvolvidos. Barack Obama veio para mudar.
O que me preocupa é a onda que estão fazendo em torno da negritude desse homem. Não se fala em outra coisa se não dizer que um negro assumiu o poder nos E.U.A. Ora , será que um negro é diferente das demais raças ? Sei que o intuíto é mostrar que não há mais o preconceito na política e que as pessoas estão ficando mais conscientes disso, mas cada vez que ouço esses noticiários explorando a negritude do povo eu vejo nisso tudo um complô para manter o preconceito nas pessoas , pois o Obama não deveria estar sendo reverenciado pela cor da sua pele e sim pelo que ele trás consigo para o povo que é a sabedoria , a dignidade, o caráter, a vontade e a determinação de um ser humano seja de qual raça for . As pessoas devem ser elogiadas pelo que são e não por sua cor. Barack é humano como todos os demais. Por isso só acredito no fim do racismo quando não mais nos admirarmos com esses acontecimentos: "Um negro ocupará o cargo mais alto do mundo!" Eu não me admiro com isso. E você se admira ?